Abertas matrículas para novos alunos na Rede Municipal de Ensino

Estão abertas até sexta-feira (13) as matrículas para novos alunos na Rede Municipal de Ensino de Corumbá. O processo foi desencadeado nesta segunda (09) e na maioria das escolas ainda há vagas para a pré-escola e ensino fundamental. Para evitar filas, os estabelecimentos de ensino estão adotando estratégia de distribuição de senhas de acordo com o número de vagas disponíveis. Em alguns estabelecimentos, as vagas já foram todas preenchidas, como na Escola Municipal Delcídio do Amaral e Barão do Rio Branco.

Ainda há vagas nas escolas Almirante Tamandaré (creche nível 3, pré 1, 1ª, 2ª, 3ª, 5ª e 6ª séries); Ângela Maria Perez (pré 2, 1ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª séries); José de Souza Damy (pré 1 e 2, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª e EJA); CAIC (creche 1, pré 1 e 2, 1ª, 2ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª); Cássio Leite de Barros (1ª, 2ª e 3º, além da 5ª e 6ª séries só no matutino); Cyríaco Félix de Toledo (todas as séries); Clio Proença (1ª, 3ª e 9ª séries); Tilma Fernandes (todas as séries); Pedro Paulo de Medeiros (todas as séries); Luiz Feitosa (todas as séries).

A Secretaria de Educação informa ainda que o ano letivo de 2012 começa dia 1º de fevereiro e as aulas vão de 06 de fevereiro a 28 de dezembro. As férias de meio de ano serão entre 09 e 23 de julho. Este ano, a novidade é o Programa Experimental de Educação Integral implantado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) em três escolas urbanas e uma rural pólo da Reme, com a finalidade de formular, planejar, executar e acompanhar um conjunto de ações direcionadas para a melhoria da qualidade social do ensino oferecido aos alunos da educação infantil à 9ª série do Ensino Fundamental.

O programa vai atender as escolas Tilma Fernandes Veiga, Rachid Bardauil, Luiz Feitosa Rodrigues (todas na área urbana) e a Escola Rural Pólo Porto Esperança, nas extensões Santa Mônica, Paraguai Mirim e Jatobazinho. Todas contarão com jornada de oito horas diárias para alunos da educação infantil à 9ª série. A iniciativa segue o Plano Nacional de Educação, que prevê que 50% das escolas públicas do País ofereçam educação em tempo integral até o ano de 2020.