Ruiter entrega nova praça e supera mais um desafio em Corumbá

O local já foi conhecido como ‘buracão do grêmio'. Já serviu até mesmo de ‘depósito de lixo'. Agora, tudo mudou. Na noite de quinta-feira (1º), o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) inaugurou mais um espaço de lazer na cidade, atendendo aos anseios de uma comunidade que, mesmo morando na área central, na Rua Antônio João, próximo ao Porto Geral, vivia no isolamento. "Foi um dos desafios da nossa administração, resultado de esforço de vários componentes que permitiram construção de um espaço prazeiroso e valorizar a região", afirmou o chefe do executivo, durante o ato de entrega do novo equipamento.

Durante a inauguração, o chefe do executivo corumbaense lembrou que, para chegar ao estágio atual, houve necessidade de várias intervenções na área. Começou com a recuperação da galeria, na parte final da Rua Antônio João, que deságua no Rio Paraguai. Foi um processo delicado, de restauração. Após isto, a Prefeitura executou uma obra de contenção de encosta e, consequentemente, o fechamento de um enorme buracão que existia na localidade.

Somente após estas intervenções é que foi possível construir uma praça na Antônio João com a Avenida General Rondon, "um equipamento público dotado de qualidade e que permite um belo visual do Rio Paraguai, do Porto Geral", destacou o prefeito. Aliás, o horário da inauguração foi marcado para o final de tarde justamente para que todos os presentes pudessem apreciar o por do sol, espetáculo registrado pelos presentes, ou com uso de máquinas fotográficas, ou mesmo com aparelhos de telefone celular.

Para o prefeito, foi mais um desafio superado. Além de todas as intervenções anteriores, a implantação da praça permitiu melhorar a "qualidade de vida das pessoas que residem na região", destacou, lembrando que, no local, está sendo desenvolvido um projeto pioneiro, com participação da Secretaria de Saúde, com a utilização de dois aparelhos de ginástica (academia a céu aberto), que "vamos levar para outras regiões da cidade", anunciou, permitindo que mais pessoas possam praticar exercícios físicos, importantes para a saúde e uma qualidade de vida melhor.

A inauguração contou com a participação de praticamente todos os moradores da região, como também de autoridades, como o procurador da República Wilson Rocha Assis, elogiado por Ruiter por estar sempre acompanhando os projetos de recuperação dos equipamentos que integram o patrimônio histórico da cidade. E a praça, mesmo sendo nova, faz parte. Ela está interligada à região do Porto Geral, especialmente ao Beco da Candelária, revitalizado pela Prefeitura com recursos do Programa Monumenta.

Secretários municipais e assessores do prefeito também participaram do ato. Coube ao secretario de Gestão Governamental, Cássio Augusto da Costa Marques, fazer um histórico da região, desde a época em que "a agente estudava com o professor Djalma (de Sampaio Brasil) e tínhamos que atravessar no meio de uma vila, para chegar até a casa dele". Cássio revelou que as dificuldades eram imensas, um contraste da realidade atual. É que, além das obras na galeria, contenção de encosta e implantação da praça, a Prefeitura pavimentou o trecho com lajotas sextavadas, proporcionando maior conforto aos moradores.

A noite se completou com a realização do programa Circulando Arte da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal. Ao lado da praça, na Avenida General Rondon, foi montada uma estrutura, com praça de alimentação, e quem proporcionou o show foi o grupo MJ6. A viagem ao passado levou muitos casais a transformarem a calçada em pista de dança.