Com vacinação, Saúde quer manter Corumbá livre da raiva animal

A Prefeitura Municipal quer manter Corumbá livre da raiva animal. O último caso registrado foi em julho de 2008 e para manter esta estatística zerada, a Secretaria de Saúde está desenvolvendo durante todo este sábado (10), o Dia D de combate à doença, com a vacinação de cães e gatos em toda a área urbana. São 130 pessoas envolvidas na imunização que acontece em 28 postos montados em pontos estratégicos da cidade, para cumprir uma meta que é chegar ao final da campanha com 29 mil animais imunizados.

O trabalho está sendo executado pela equipe da Secretaria de Saúde, com participação ativa dos servidores ligados ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A subsecretária de Saúde, Maria Antonieta Silva Sabatel, acompanhou o início dos trabalhos na Escola Estadual Otacílio Faustino, junto com a coordenadora geral de Vigilância em Saúde, médica veterinária Viviane Ametlla, e a supervisora chefe do CCZ, bióloga sanitarista Grace Bastos, e estão percorrendo todos os postos distribuídos pela cidade.

Antonieta convocou a população corumbaense a procurar um posto mais próximo, para vacinar cães e gatos. Afirmou que a campanha é importante para manter a cidade livre da raiva animal, garantindo assim, a saúde das pessoas. "Corumbá não registra caso e isto se deve ao trabalho que vem sendo feito pela Prefeitura. Todos proprietários de animais devem aproveitar o dia e levar seus cães e gatos para vacinar e ficar livre da doença", conclamou, avisando que iria fazer o mesmo com os três cães que tem em casa. "São animais de estimação que precisam de todos os cuidados e vacinar é super importante", reforçou.

A vacinação começou às 8 horas e se estende até às 17 horas. Viviame Ametlla lembra que a imunização não acontece somente na era urbana. Conforme ela, a Prefeitura, já há algum tempo, vem imunizando os animais na área rural, inclusive região ribeirinha, durante a ação social Povo das Águas, em atendimento à população ribeirinha. "Estamos sem casos da doença desde 2008, mas é importante que a população atenda o chamamento e vacine seus animais para continuarmos livre da doença", ressaltou.

Lembrou que, nos anos anteriores, 2008 e 2009, a vacinação foi de casa em casa, pelo fato do vírus da doença estar circulando na região. "Tivemos casos em Ladário e do outro lado da fronteira, na Bolívia, por isso a vacina foi aplicada de casa em casa. Era preciso evitar aglomeração de animais. Hoje a situação é mais tranquila porque não temos casos registrados na região. Além disso, estamos fazendo o monitoramento da circulação viral no município, que não é detectado há dois anos", disse.

Além da vacinação contra a raiva, a Secretaria de Saúde montou uma estratégia, visando a coleta de sangue de animais para análise. "Estamos realizando inquérito canino em três postos da cidade. São regiões com maior incidência de casos de leishmaniose e precisamos ficar atentos", explicou. Os posto são da própria Escola Otacílio Faustino, na divisa da Popular Velha com o Bairro Nossa Senhora de Fátima; na Igreja São Vicente, na Popular Velha, e na unidade de saúde Humberto Pereira, no Bairro Nossa Senhora de Fátima.

Os postos que estão à disposição da população nesta campanha contra a raiva foram montados no CCZ, localizado no Guanã II; Centro Comunitário do Cravo Vermelho I; Centro Comunitário do Cristo Redentor; oficina mecânica do conjunto Previsul, localizada próximo ao presídio; Centro Comunitário do Vitória Régia; Centro de Convivência dos Idosos, no Jardim dos Estados; CEREST da Rua Ladário, entre as ruas Dom Aquino e 13 de Junho, no centro; CRAS I do Centro América; CRAS II da Nova Corumbá; Creche Rosa Joseti, no Bairro Generoso; Escola Dom Bosco, no Dom Bosco.

Escola Municipal Almirante Tamandaré, no Cravo Vermelho III; Escola Municipal Rachid Bardauil, no Aeroporto; Escola Estadual Octacílio Faustino, na Popular Velha; Estádio Arthur Marinho; Igreja São Pedro, na Cervejaria; Igreja São Vicente, na Popular Velha; Lar Ismael, no Dom Bosco; Ginásio Poliesportivo da Rua Porto Carrero; Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil e Imobiliário, na Rua XV de Novembro, entre Cabral e Colombo.

A vacinação acontece também nas Unidades Básicas de Saúde Beira Rio, na Delamare 384, centro; Breno de Medeiros, na Popular Nova; Dr. Humberto Pereira, no Nossa Senhora de Fátima; Gastão de Oliveira, no Maria Leite; Kadwéus, no Bairro Kadwéus; Luís Fragelli, no Universitário; Pedro Paulo, na Rua Colombo, entre as ruas Antonio Maria e Antonio João, centro, e na Unidade Básica de Saúde São Bartolomeu, no Bairro Guarani.