Seresta é atração às 20h desta sexta na Praça da Independência

A Noite da Seresta é a atração desta sexta-feira (19) na Praça da Independência. O evento, que começa às 20 horas, integra a programação da Semana da Consciência Negra de Corumbá, coordenada pela Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais, por meio da Gerência de Igualdade Racial. No coreto do Jardim, vários interpretes da região vão homenagear importantes compositores negros do País, como Cartola, Lupicínio Rodrigues, Nelson Cavaquinho e outros. O músico Simona fecha a última Noite da Seresta de 2011.

As atividades da Semana da Consciência Negra começaram na última segunda-feira (14), com a palestra da professora Márcia Cristina Américo, da Faculdade Zumbi dos Palmares – SP. Amanhã a celebração prossegue com a final da Copa de Futebol João Benedito de Paulo – Matateu, às 18 horas, no campo da Nova Corumbá. No dia 20, feriado Municipal referente ao Dia da Consciência Negra, o Imnegra realiza panfletagem na rodovia Ramão Gómez.

No mesmo dia, às 11 horas, a Feijoada e Encontro Estadual de Compositores e Interpretes de Escolas de Samba será realizada na quadra da Caprichosos de Corumbá. Encerrando a Semana da Consciência Negra de Corumbá, o Concurso Estudantil Beleza Negra acontece no ginásio do Corumbaense Futebol Clube, a partir das 19 horas.

Samba

Nesta quinta-feira (18) a ligação entre o samba e a cultura afro-brasileira foi tema da palestra "Pensando no Carnaval", realizada no Centro de Convenções do Pantanal. O compositor da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro do Rio de Janeiro, Dudu Botelho, apresentou algumas particularidades do Carnaval Carioca, considerado o maior do mundo, e propôs alternativas para que a folia pantaneira continua se desenvolvendo ainda mais.

"São realidades distintas. Hoje o Rio de Janeiro vende sua festa para mais de 50 países. Só que Corumbá também tem um Carnaval muito bom, o melhor do Centro-Oeste, e ainda pode crescer muito mais", avaliou. Dudu defendeu a regionalização dos desfiles, principalmente com a valorização dos compositores, interpretes e ritmistas da cidade, mas destacou a necessidade de capacitação e profissionalização destes segmentos. "A cidade vem buscando isso nos últimos anos, o que já reflete nos desfiles", afirmou.

Militante cultural, como ele próprio se definiu, Dudu ainda abordou questões ligadas à composição dos samba-enredos e a formatação dos desfiles. Representantes da Império do Morro, Caprichosos de Corumbá, Major Gama, Vila Mamona Imperatriz Corumbaense, Estação Primeira do Pantanal e da Liga Independente dos Blocos Carnavalescos de Corumbá (Liblocc) participaram do evento.