Prefeitura planeja novas melhorias para a Santa Casa de Corumbá

A Prefeitura busca tecnologia para organização da Santa Casa de Corumbá, visando prestação de serviço de melhor qualidade à população pantaneira. As ações integram uma parceria que está sendo viabilizada entre as secretarias de saúde do município e do estado. O assunto foi amplamente debatido na tarde de segunda-feira (28), durante uma visita técnica da secretária de estado de Saúde, Beatriz Dobashi, e do médico e consultor em saúde pública, Gilberto Scarazatti. Os dois estavam acompanhados do secretário municipal de saúde, Lauther Serra, e do presidente da Junta Administrativa do hospital, Daniel Martins Costa.

Lauther Serra explicou que a visita técnica é o início de um processo para dotar a Santa Casa, seu corpo clínico e funcionários, de condições necessárias para ser uma unidade hospitalar de referência na região. A ideia é formalizar um convênio com a Secretaria Estadual de Saúde e com o médico Gilberto Scarazatti, para que ele preste consultoria à administração do hospital local, seguindo exemplo do que foi feito nos hospitais Rosa Pedrossian (Regional) e Santa Casa, ambos em Campo Grande.

Beatriz Dobashi explicou que, entre as ações, devem acontecer cursos com o objetivo qualificar a gestão hospitalar em Corumbá, melhorando o desempenho das equipes gestoras de hospital que atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde) na microrregião de Corumbá, em atendimento à nova política de atenção hospitalar instalada em 2007, no Mato Grosso do Sul. A secretária lembrou que a Santa Casa local integra um grupo de 18 hospitais regionais e que é preciso investir para que seja uma "referência segura".

Lembrou a importância do fato da Prefeitura ter assumido a administração do hospital em atendimento a uma medida judicial, e que cada município sede de hospitais regionais deveriam gerenciar as unidades, como está acontecendo hoje em Corumbá. Destacou que a tarefa de organizar a rede "é difícil" principalmente por se tratar de uma construção antiga, mas que "é possível". Anunciou maior participação do Estado (apoio técnico) e que, em 2012, está previsto um reforço financeiro e outras medidas importantes para melhoria do fluxo interno (medidas de biossegurança hospitalar).

A participação do médico Gilberto Scarazatti é justamente na elaboração de um projeto visando dotar a Santa Casa de todas condições necessárias para um bom atendimento à população da microrregião, para que todos possam ser tratados na própria cidade, evitando deslocamento para hospitais de uma das macrorregião, no caso específico, de Campo Grande.

Scarazatti, após a visita técnica, disse ter tido uma "boa impressão" do hospital, "apesar de muitos problemas", entre eles, o fato da estrutura ser muito antiga. "Se observa movimentos de melhoria, isso é importante, o que mais salta aos olhos. Não está parado", destacou, se referindo às reformas e ampliações que estão acontecendo e as previstas.

O Pronto Socorro Municipal também foi visitado pelo grupo, assim como todos os novos setores implantados pela atual administração do hospital. Lauther adiantou que, agora, o município busca fechar o convênio que vai permitir o desenvolvimento de um projeto de gestão hospitalar, a exemplo do que ocorreu em Campo Grande, no Hospital Regional e na Santa Casa, com a consultoria de Gilberto Scarazatti. "Isto será importante para que possamos dotar a unidade de todas as condições necessárias, principalmente com a vinda de nova equipamentos e das ampliações já previstas como a UTI Neonatal, Ressonância Magnética e Hemodinâmica, especialmente", observou.