Para consultor, gramado do A. Marinho está acima média nacional

O engenheiro agrônomo Arthur Jorge Pinto Borges de Melo, especialista em gramados esportivos, esteve em Corumbá na semana passada para avaliar as condições do campo do estádio Arthur Marinho. O consultor, que presta serviços para a Fifa e a CBF, elogiou as condições da principal praça esportiva da cidade. "O gramado encontra-se em bom estado geral, em qualidade acima da média nacional", afirmou no relatório entregue a Fundação de Esportes de Corumbá (Funec), gestora do estádio.

Artur também apontou medidas de curto, médio e longo prazo que podem ser aplicadas para garantir a conservação do gramado. "Podemos afirmar que temos muito a progredir, no sentido de sensível melhora na qualidade do campo do Estádio Arthur Marinho. Com algumas recomendações simples, e outras mais onerosas, pode-se revitalizar o gramado em questão", ressaltou.

O Arthur Marinho foi construído na década de 60. Passou por uma reforma, contundente, em seu gramado, no ano de 2008, sendo o campo entregue ao Município em março de 2009. "Pelo que se pode apurar, in locco, a drenagem sub superficial (…) teve um importante "upgrade": retirada do gramado nativo; caimentos superficiais (drenagem superficial) refeitos; incorporação de restolhos; implantação de irrigação escamoteável; e o plantio de bermuda tifton 419, em estolões", pontuou no relatório.

"A consultoria teve o objetivo de observar qualquer tipo de problema que o gramado possa apresentar e também de apresentar proposta e sugestões de novos investimentos, visando garantir mais qualidade e maior vida útil ao gramado, que hoje e disparado o melhor de Mato Grosso do Sul", explicou o diretor-presidente da Funec, Heliney Miranda Júnior.

Entre os anos de 2008 e 2009 foram investidos total de R$ 1.357.000,00, recursos oriundos da própria Prefeitura (R$ 1.057.000,00), e da Brasil Telecom (R$ 300 mil) viabilizados pelo senador Delcídio do Amaral. As intervenções aconteceram em todos os setores do estádio: a arquibancada coberta foi totalmente recuperada, com a implantação de 1.813 assentos e 264 poltronas.

Também foram feitas melhorias na estrutura da cobertura e nas oito cabines de rádio, todas dotadas hoje de sistema de refrigeração. A arquibancada descoberta foi recuperada. O estádio ganhou ainda cinco hidrantes instalados em pontos estratégicos, além de 23 extintores distribuídos por todo o estádio. Um portão foi aberto para uso exclusivo de ambulâncias e viaturas policiais. Na rua Cyríaco de Toledo, mais duas saídas de emergência, para maior segurança do público.

Os banheiros e vestiários também foram recuperados, assim como as instalações hidráulicas. A rede elétrica de baixa tensão, que praticamente não existia mais, foi instalada. A rede de alta tensão, responsável pelo funcionamento das torres de iluminação, foi toda refeita. O sistema foi inaugurado com a apresentação da Seleção Brasileira Sub-20.