Jovens são parceiros em ações contra drogas e outros malefícios

Um grupo de jovens e adolescentes está participando de uma capacitação em Corumbá, para iniciar ações junto à população juvenil de combate às drogas e outros malefícios que afetam a sociedade brasileira. O programa está sendo desenvolvido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania e, na quinta-feira (03) eles participam da última etapa para, em seguida, iniciar uma série de visitas as escolas das redes pública e privada, levando aprendizado e contribuindo para a construção de novos conhecimentos e formação de atitudes e valores que reflitam no desenvolvimento integral.

A capacitação foi iniciada na semana passada no auditório da Casa de Conselhos e, segundo o secretário de Assistência Social e Cidadania, Haroldo Waltencyr Ribeiro Cavassa, trata-se de uma continuidade do Encontro de Promoção ao Protagonismo Juvenil, promovido pela Prefeitura em Corumbá e que envolveu cerca de 300 participantes, todos adolescentes com idade entre 15 e 17 anos, oriundos dos programas sociais desenvolvidos pelo Poder Executivo, entre eles o Projovem Adolescentes, dos CRAS; bem como alunos das escolas corumbaenses.

Adelma Galeano, gerente de Políticas Sociais da Secretaria, explica que a capacitação faz parte do projeto desenvolvido pela Prefeitura que busca nos jovens e adolescentes, parceiros para difundir as boas práticas de desenvolvimento, visando combater atos como bullying, indisciplina, homofobia e drogas lícitas e ilícitas. "Até o final do primeiro semestre de 2012, este grupo estarão visitando as escolas, desenvolvendo um trabalho de conscientização, por meio de palestras e outras ações. Eles são os protagonistas e vão contribuir decisivamente na luta contra todos estes malefícios e também na construção de políticas públicas efetivas, voltadas para a juventude", observou.

Os integrantes do grupo iniciaram a capacitação na última quarta-feira. Foram dois dias (o segundo foi na quinta) de palestras ministradas pelas equipes da Secretaria de Assistência Social e Cidadania. O encerramento desta etapa acontece na próxima quinta-feira e, em seguida, será elaborado um cronograma de visita às escolas. A ideia é desenvolver o projeto em todos os estabelecimentos de ensino, com distribuição inclusive de folhetos informativos sobre os malefícios causados principalmente pelas drogas lícitas e ilícitas.