Decisão do Campeonato Amador começa sábado, no Arthur Marinho

Enira e Nacional são os finalistas da Copa Integração Popular de Futebol Amador – Série A, competição organizada pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Esportes (Funec), em parceria com a Liga de Esportes (Lec). O primeiro jogo da decisão está marcado para o próximo sábado (26), às 18 horas, no estádio Arthur Marinho. A volta acontece na semana seguinte, dia 03, no mesmo local e horário. Em caso de dois resultados iguais (dois empates ou uma vitória para cada lado pelo mesmo saldo de gols), a disputa será decidida nos pênaltis.

Para chegar a final, o Enira eliminou a Associação Castro no desempate. Os dois times empataram em 1 a 1 nos dois confrontos da semifinal. Na volta, realizada no último dia 17, Ló, para o Enira, e Jorginho, da A. Castro, marcaram no tempo normal. Na cobrança das penalidades, o Enira levou a melhor e venceu por 5 a 4. Nos cinco jogos que fez até aqui, o time do bairro Dom Bosco venceu três e empatou dois, marcou 12 gols e sofreu apenas cinco.

Já o Nacional passou pelo Aeoporto. No primeiro confronto, os dois empataram em 3 a 3. No segundo, disputado no último sábado, o Nacional venceu por 3 a 2, gols de Kaliú, duas vezes, e Pipoca. Rosman e Mauricinho descontaram para o Aeroporto. O representante do Centro também chega a final invicto, com três vitórias, dois empates, 16 gols marcados e 10 sofridos. Esta será a primeira vez que os dois times decidem a principal competição amadora da região.

O campeão da Copa Integração Popular de Futebol Amador – Série A fica com o troféu transitório Edu Diniz e uma taça definitiva pela conquista, além de medalhas e a premiação de R$ 1.500. O vice fatura R$ 1.000 e também troféu e medalhas. O goleador e o melhor goleiro também receberão taças personalizadas. Os troféus homenageiam personalidades do esporte amador corumbaense.

Por enquanto, o artilheiro da Série A é Flávio, do Aeroporto, com 9 gols. Chiquita, do Enira, e Viola, do Nacional, tem quatro cada um e estão na disputa. O goleiro menos vazado é Alcides, do Enira, com 5 gols sofridos em 5 partidas. Em toda a competição, a bola já balançou as redes do Arthur Marinho e da Esplanada 87 vezes em 20 confrontos. Uma média de 4,3 gols por jogo.