Corumbá recebe II Encontro Internacional de Jornalistas no dia 29

A troca de experiências entre profissionais de comunicação das cidades fronteiriças do Brasil e da Bolívia é um dos objetivos do II Encontro Internacional de Jornalistas na Fronteira, que acontece na próxima terça-feira (29), das 14h às 18 horas, no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá. Profissionais das cidades de Corumbá, Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro vão debater o modo de trabalho, o desenvolvimento do setor nos dois países, as dificuldades enfrentadas pelos jornalistas da região de fronteira e propostas para a melhoria de trabalho, como também analisar meios de ampliar a rede de contatos destes profissionais.

O evento integra a programação da Jornada MS Sem Fronteiras, que inclui também seminário para representantes de entidades bolivianas e brasileiras, e rodada de negócios entre micro e pequenas empresas dos dois países. O projeto MS Sem Fronteiras, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), visa apoiar o desenvolvimento de empreendimentos e o surgimento de novos negócios nas regiões de fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia.

A atuação do projeto será apresentada durante o Encontro de Jornalistas pelo gerente de Projetos Estruturantes do Sebrae/MS, Rodrigo Pirani. Entram também na pauta do evento palestras sobre as mídias de comunicação, como é o caso da imprensa escrita na fronteira, que será debatida pela jornalista e mestre em estudos fronteiriços pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Lívia Gaertner. A televisão e o telejornalismo – Brasil Paraguai serão apresentados no evento pelo professor do Departamento de Jornalismo da UFMS e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), Marcelo Câncio.

Os grupos de estudos fronteiriços dos campi da Universidade Federal de Campo Grande e Corumbá, inclusive o Gejor, grupo formado por acadêmicos de Jornalismo da UFMS, com foco na fronteira de MS com o Paraguai, vão apresentar as experiências vividas por eles nas fronteiras Brasil – Paraguai e Brasil – Bolívia, respectivamente. A Doutora em Letras, Elizabeth Bilange, trabalhará as linguagens utilizadas e a língua falada. Enquanto Suzana Barreda, Mestre em Educação, abordará cultura e educação na fronteira.

No encerramento da segunda edição do encontro, os participantes poderão conhecer os resultados do estudo "Mato Grosso do Sul sem fronteiras: características e interações territoriais – Brasil, Bolívia e Paraguai", pesquisa realizada no início de 2011 pelo Sebrae e que traça o perfil sócio-econômico dessas regiões. O evento é realizado pelo Sebrae/MS, com apoio da UFMS, Sindicato de Jornalistas de MS (Sindijor/MS), Sindicato dos Trabajadores de La Prensa de Puerto Quijarro e Sindicato dos Trabajadores de la Prensa de Puerto Suárez.