Corumbá em Dança chega ao fim e Oficina já prepara nova mostra

As apresentações do Corumbá em Dança superaram as expectativas. Mais uma vez, o espetáculo atraiu um grande público nas três noites, inclusive na segunda-feira (14), apesar do tempo chuvoso. Tudo por conta das belas apresentações dos artistas que integram a Oficina de Dança do Pantanal, organizadora da mostra, e dos grupos e companhias convidados da própria cidade, de Ladário, Campo Grande, Coxim e Dourados. Mais de 150 dançarinos desfilaram sua arte no palco da praça Generoso Ponce, evento que integrou a programação da Semana Sabor e Arte, promovida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal.

No último dia o tempo não ajudou. Mesmo assim, o público que compareceu à praça presenciou novamente um grande espetáculo. A noite ficou marcada pelas apresentações dos grupos de street dance da Oficina de Dança (Heart Beat e The Move) e da Cia Dançaurbana de Campo Grande (Underground). Os dançarinos e dançarinas arrancaram aplausos do público que se rendeu aos movimentos de jovens e adolescentes que, até bem pouco tempo atrás, praticavam a arte penas ruas tanto de Corumbá como de Campo Grande. Hoje, eles têm um palco para mostrar a arte e encantar as pessoas que os prestigiam, como aconteceram nas três noites.

"Expectativa alcançada. A mostra proporcionou um intercâmbio muito bom com outros grupos de fora e isto só fortalece o trabalho da Oficina de Dança", disse o diretor Joilson Cruz, após o final do espetáculo. Final do Corumbá em Dança. Agora, a direção da Oficina já prepara uma nova apresentação, dupla por sinal. "Temos o encerramento das atividades das crianças que será nos dias 10 e 11 de dezembro. Já estamos trabalhando nisso", destacou Joilson, informando que a mostra será no anfiteatro Salomão Baruki, e que terá ainda outro atrativo: apresentação das mães dos alunos que participam de um projeto dentro da Oficina.

"Nem bem concluímos um trabalho e já estamos com outro em vista. Mas tudo isto é muito bom. São experiências novas e este encontro com outros grupos só contribuiu. Serviu também para mostrar que a Oficina está evoluindo", disse, lembrando o grupo de Street Dance, formado por jovens e adolescentes que participam de um projeto social dentro da Oficina, e que agradaram em cheio ao público. "O resultado de todo o trabalho está no palco. Foi excelente. O público reconheceu", disse, orgulhoso.

O que deixou o diretor mais satisfeito ainda foi o fato de quem nem a garoa que caiu durante a noite, afastou o público. As duas últimas apresentações, por exemplo, foram aplaudidas de pé pelos presentes, comprovando o sucesso dos dois grupos de Street Dance, inclusive pelo prefeito da cidade, Ruiter Cunha de Oliveira (PT) que estava acompanhado da secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira. O chefe do executivo é um dos maiores incentivadores da Oficina e tem acompanhado de perto o trabalho desenvolvido no local.