Amigos e parentes se despedem de Helô no ILA, sua segunda casa

Familiares e amigos compareceram no velório de Heloísa Urt, diretora-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal. Helô foi velada na Casa de Cultura Luiz de Albuquerque, local onde trabalhou e lutou pela cultura corumbaense nos últimos anos. Várias homenagens foram realizadas na manhã desta quinta-feira (24) com apresentações da banda Manoel Florêncio, Oficina de Dança, artistas locais, cururueiros e do Moinho Cultural.

Em um momento de muita tristeza e emoção, todos os presentes cantaram as músicas favoritas de Helô. Entre elas a canção que dá a cadência para os festeiros durante a descida da Ladeira Cunha e Cruz, no tradicional Arraial do Banho de São João. Uma das festas que a homenageada lutou e batalhou para mantê-la viva. Um coro com vozes engasgadas cantou a Cantiga de Amor à Corumbá, que ela fazia questão de ser tocada em eventos pela cidade. Todos queriam prestar uma homenagem àquela que lutou e brigou para o fortalecimento das raízes culturais de Corumbá e de Mato Grosso do Sul.

Entre os presentes, funcionários da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, secretários da Administração Municipal, o prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira (PT), acompanhado da secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira e do deputado estadual, Paulo Duarte (PT), juntamente com sua esposa, Maria Clara Duarte e pelo prefeito de Ladário, José Antonio Assad e Faria (PT). Vários artistas e gestores culturais também compareceram no velório de Helô.

Na noite de quarta-feira, durante o velório, a artista plástica Marlene Mourão foi confortada por amigos e falou um pouco da sua amizade com Heloísa. "Ela foi uma grande companheira pra mim, pessoalmente, porque morei 30 anos com ela. Era uma pessoa muito generosa. Eu acredito numa outra vida, então creio que ela está por aqui e é isso que dá força pra continuar", comentou.

Às 11h55 o corpo de Heloísa Urt saiu da Casa de Cultura Luiz de Albuquerque com destino a Ladário, onde o velório prossegue. O caixão deixou o local sendo carregado por funcionários da Fundação de Cultura e Turismo enquanto a banda Manoel Florêncio cantava o Hino à Corumbá. Um grande cortejo seguiu pela avenida Rio Branco até chegar na igreja Nossa Senhora dos Remédios. Vários carros acompanharam a chegada de Helô na sua terra natal onde às 16 horas será realizada uma missa de corpo presente. Logo em seguida, será feito o enterro no cemitério ladarense.