Comitê vai fiscalizar utilização de espaços públicos em Corumbá

A Prefeitura de Corumbá, a Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e o Conselho Tutelar vão fiscalizar a utilização dos espaços públicos por pedintes, guardadores de automóveis (flanelinhas), artistas de rua e até entidades beneficentes. O comitê, que começou a ser formado na semana passada durante reunião na Secretaria de Assistência e Cidadania, quer esclarecer a orientar a população sobre a atuação, muitas vezes irregular, de algumas dessas pessoas.

"Alguns flanelinhas, por exemplo, coagem os condutores a darem dinheiro para cuidar de seus automóveis. Isso é errado", exemplificou o secretario de Assistência e Cidadania de Corumbá, Haroldo Ribeiro Cavassa. "Também existe a situação das pedintes nas portas dos bancos, que chegam até a utilizar crianças para tentar sensibilizar quem passa por ali. Outro exemplo são algumas instituições que sequer existem legalmente, mas fazem pedágios para angariar fundos", continuou Haroldo.

Ainda segundo o secretário, o objetivo do comitê não é apenas tirar estas pessoas da rua, mas inseri-las em programas sociais, possibilitando-as inclusive uma capacitação profissional. "Com a participação de todas estas entidades envolvidas, com certeza poderemos encontrar uma solução para estas situações que afligem nossa sociedade", comentou o subsecretário de Relações Institucionais, Lamartine de Figueiredo Costa, que representou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) na reunião.

A situação dos moradores de rua que ocupam a Praça da República (alcoólatras e dependentes químicos); dos malabaristas que se utilizam dos cruzamentos das vias centrais, para demonstração e solicitação de contribuição; crianças e adolescentes que estão em risco (trabalho Infantil), e as que sofrem abuso e violência sexual também foram apresentadas e discutidas, bem como o Plano Municipal de Convivência Familiar e Comunitária.

Por mais de duas horas, todas as entidades discutiram cada um dos pontos e apresentaram propostas para conscientizar a comunidade e inibir a atuação irregular nas ruas e praças da cidade. Ações integradas serão realizadas para alcançar estes objetivos. Nesta sexta-feira (28), uma nova reunião será realizada na sede da Assistência e Cidadania para dar prosseguimento ao trabalho. O encontro começa às 16 horas.

Representantes da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), da Guarda Municipal e da Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais estão confirmados na reunião. Também foram convidados a Promotoria da Infância e Juventude e do Juizado da Infância e Juventude.