Com novo albergue, Ruiter implanta casa de passagem na cidade

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) entrega sexta-feira (07), as obras de ampliação e reforma do novo albergue da cidade. O ato acontece às 10 horas e vai marcar a implantação da Casa de Passagem José Lins. A inauguração faz parte das comemorações dos 233 anos de fundação de Corumbá. A obra foi executada pela Prefeitura e integra um projeto da Secretaria de Assistência Social e Cidadania para dar condições dignas às pessoas que chegam de outras regiões, ou mesmo aqueles que são conhecidos como moradores de rua, enquanto uma equipe inicia a busca por familiares, visando a reaproximação, contribuindo para que retornem aos lares.

O albergue está localizado na Rua Edu Rocha, Bairro Aeroporto. Integra um pacote de obras lançado pelo prefeito Ruiter no aniversário de 232 anos de Corumbá, em 2010, no valor de R$ 3.671.980,93 para atender instituições assistenciais na cidade, recursos próprios, oriundos do Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS). Os investimentos no local somam R$ 221.281,15. Além da obra física, o Município assegurou também a implementação de uma horta caseira, para manter a clientela em atividade durante o período em que permanecer no local. A reforma atingiu toda a estrutura do prédio de 293 metros quadrados que, após a intervenção, passou contar com 340,73 metros quadrados de área.

No novo albergue foram implantados dois dormitórios de 59 metros quadrados cada, com armários embutidos (dois em cada), além de banheiros anexos, com capacidade para atender 40 pessoas (20 do sexo masculino e 20 do sexo feminino) copa cozinha; refeitório com banheiro; lavanderia (área de serviço); construção de duas salas de descanso (masculino feminino), com banheiros; implantação de uma sala de atendimento também com banheiro, que funcionará inclusive como consultório; sala de atendimento; administração; hall de entrada; pátio interno; dispensa para depósito de materiais utilizados na horta; calçamento em volta do prédio, além de uma nova fachada. A área total do terreno é de 793,48 metros quadrados.

Todas as pessoas que serão atendidas no novo espaço serão cadastradas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, autora do projeto. A gerente de Programas e Projetos Sociais, Adelma Galeano, informou que o trabalho na nova instituição vai "permitir que possamos fazer um trabalho com os moradores de rua, levando-os para o albergue, inclusive psicossocial". O atendimento no local será feito por uma equipe de profissionais integrada por psicólogo, assistente social, pedagogo, educador social, administrador e cozinheira.

Os moradores de rua são alvos principais do projeto. Já pesquisados pela Prefeitura, a intenção é prestar os mais diferentes tipos de atendimento, como psicossocial para fazer com que eles queiram sair das ruas; trabalho de desenvolvimento integral – físico, intelectual e emocional -, além de outras atividades para evitar a ociosidade, como trabalhar na horta caseira. Ao mesmo tempo, será feita a busca por seus familiares, para que ocorra a reaproximação e, consequentemente, a retirada das ruas.