“Serei um embaixador de Corumbá e Ladário”, diz Roberto Ferreira

Homenageado com o título de Cidadão Ladaranse, o juiz Roberto Ferreira Filho reafirmou seu compromisso com o desenvolvimento da região pantaneira. Parceiro dos municípios de Corumbá e Ladário, principalmente no combate ao tráfico de drogas, na ressocialização dos internos do Estabelecimento Penal e nas questões relacionadas aos direitos da criança e do adolescente, o magistrado está prestes a ser promovido a juiz de Entrância Especial. Com isso, ele deve deixar a Comarca onde atuou durante quase 10 anos.

"Vou, mas vou estar sempre vindo. Indo para Campo Grande, vou levar com muito carinho Ladário, Corumbá e tudo que vivi aqui. Sem dúvida, aprendi muito mais do que ensinei. E quero continuar tendo o privilégio de ser um filho bem recebido desta região", afirmou Ferreira Filho após a solenidade, realizada na noite desta terça-feira (13) no clube Camala. Casado com uma corumbaense, o juiz ressaltou a hospitalidade e acolhida do povo pantaneiro.

"Quando deixei o Paraná, há 10 anos, sai triste por deixar minha cidade. Agora, tanto tempo depois, tenho outras duas mães: Corumbá e Ladário. Fico triste por um lado (por deixar a região), mas a carreira muitas vezes exige esta mudança. Mas também nos deixa raízes profundas, ou seja, temos que voltar aqui, estar sempre à disposição em reconhecimento a gratidão que este povo teve por nós", complementou. Enquanto embaixador das duas cidades, Roberto Ferreira se comprometeu a manter lutando pela criação da Comarca de Ladário.

"Esta idéia surgiu de uma conversa com o prefeito José Antônio, assim que ele foi eleito. Ele demonstrou interesse e nós ajudamos como foi possível. Acredito que é uma cobrança que não pode parar. É uma causa que ultrapassa partidos e mandatos. Tem que ser um objetivo da coletividade. E o Tribunal de Justiça é um órgão político como qualquer outro poder e trabalha, também, mediante pressão, correta e sadia, mas que deve ser feita. Em Campo Grande estou à disposição para ajudar neste sonho", destacou.

O título de Cidadão Ladarense foi proposto pelo vereador Osvalmir Nunes da Silva, o Baguá (PDT). A sessão solene foi presidida pelo vereador Maurinho Botelho Rocha (PR), presidente da Câmara Municipal de Ladário. "Esta é uma data muito especial para todos os ladarenses. São duas pessoas muito especiais sendo homenageadas, pessoas que representam a sociedade de maneira justa e indelével", destacou o vereador Helder Botelho (PT), que discursou em nome do Legislativo.