Pronto Socorro é referência para todo Estado, afirma secretário

Durante a entrega do novo Pronto Socorro Municipal, realizada na manhã desta quinta-feira (29), o secretário de Saúde de Corumbá, Lauther da Silva Serra, pontuou todos os avanços conquistados pela rede pública da cidade durante a administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT). O médico lembrou da implantação do plantão odontológico, o primeiro em cidade do interior do País. A medida disponibiliza dentistas 24 horas por dia para casos de urgência e emergência.

"Agora o desafio é ainda maior. Nosso Pronto Socorro possuiu sala de urgência e emergência, classificação de risco. Vamos passar a ser referência no Estado. Seremos o primeiro Pronto Socorro que vai funcionar desta forma em Mato Grosso do Sul", afirmou o secretário. A capacitação dos funcionários, principalmente do setor de enfermagem do Pronto Atendimento, também foi destacada pelo médico, que lembrou de outras conquistas relacionadas à saúde.

"Foi lançada a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), a digitalização do raio-x e da mamografia. Também estamos oferecendo 760 eletrocardiogramas a mais do que era disponível por mês. E tudo digital. O individuo faz o exame aqui, cinco minutos depois sai o laudo. Se for grave, o médico liga para um 0800 e conversa com um cardiologista de Belo Horizonte ou São Paulo para ter uma segunda opinião. Isso se chama telemedicina direta", explicou.

"Estamos criando a média e alta complexidade em Corumbá, com a ressonância magnética, da tomografia e da Hemodinâmica. A oncologia está sendo credenciada e já propusemos a criação de uma radioterapia. Além disso tudo, estamos prestes a reconquistar a filantropia do hospital", seguiu Lauther. O secretário de Saúde, que já foi diretor clínico da Santa Casa, enfatizou também a diferença de tratamento que os profissionais da cidade recebiam antes da atual administração.

"Quando íamos pedir apoio em algum lugar, sequer éramos recebidos. Hoje, graças ao prefeito, a Secretaria de Saúde é ouvida em Campo Grande e, principalmente, em Brasília, onde o prefeito tem acesso direto com o ministro Padilha. Somos recebidos, e nossos pleitos são ouvidos. Hoje temos voz", concluiu o secretário municipal.