Prefeito Ruiter sugere encontro estadual da Maçonaria em Corumbá

Corumbá foi
o local escolhido para a realização de um encontro de maçons da loja Caridade e
Silêncio e de cidades da Bolívia. O evento foi realizado nesse fim de semana
com uma delegação formada por 22 bolivianos e 8 brasileiros vindos de Campo
Grande. O objetivo é firmar um protocolo de livre visitação e desenvolvimento
de trabalhos culturais e filantrópicos em conjunto entre os dois países
vizinhos. Na última sexta-feira (2) a comitiva foi até a Prefeitura Municipal
onde se encontraram com o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT).

Os maçons
agradeceram a hospitalidade e falaram sobre a importância da união entre as
lojas maçônicas da região de fronteira. "As atividades deste fim de semana tem
como objetivo consolidar o tratado de reconhecimento e amizade de todos os
maçons do Grande Oriente do Brasil e da Bolívia", disse Ernesto Mercado
Cuellar, veneravel mestre da loja Caridade e Silêncio. A iniciativa de reunir
as lojas dos dois países surgiu da grande quantidade de maçons que estão
trabalhando ou estudando na cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra.

O chefe do
executivo corumbaense  aproveitou o
momento para comentar sua opinião sobre o trato dado pelo governo dos dois
países em relação ao povo da faixa de fronteira. "Sou um apaixonado pela
integração fronteiriça e também crítico da atuação dos governos do Brasil e da
Bolívia, que não fazem, muitas vezes, a vontade dessa população", observou.
Para Ruiter, ainda não existe uma "política de aproximação" e eventos como o
realizado pelos mançons servem para suprir essa falta. Ruiter sugeriu também a
organização para o próximo ano de um encontro da maçonaria. O evento serviria
para reunir os maçons de Mato Grosso do Sul e da Bolívia. "Agora temos um local
apropriado para realizar este tipo de evento, que é o Centro de Convenções do
Pantanal Miguel Gomez", comentou.

Encontraram-se
com o prefeito de Corumbá os seguintes representantes de lojas maçônicas de
Santa Cruz: Jorge Arze Escobar; Francisco Martinis; Wanocer João
Bernardi, Julio Erwin Saucedo Hurtado; Francisco Martinis;  Miguel Timelic Vacae Rudy Barbosa Levy. De
Campo Grande estavam: Alex Pedro da Silva Rodrigues; Marcio Lolli Ghetti;
Eduardo Rocha e Ernesto Mercado Cuellar.