População pode ajudar a Santa Casa através do voluntariado

O decreto nº. 967, assinado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) nesta quinta-feira (29), cria o Cadastro de Voluntários da Santa Casa de Corumbá. "Percebemos que muitas pessoas vêm ao hospital querendo ajudar. Com a regularização deste cadastro, estamos fazendo um chamamento da população e das famílias que querem, de alguma forma, somar conosco", explicou o presidente da Junta Interventora que administra a unidade médica, Daniel Martins Costa, secretário de Finanças e Administração.

O serviço será coordenado pela secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais. "O trabalho voluntário é uma ação de cidadania e solidariedade. Tenho a certeza de que quem o fizer terá um enriquecimento interior e vai contribuir muito para a transformação da nossa sociedade. Ser voluntário é se dedicar espontaneamente parte de seu tempo para trabalhar em prol do bem social e comunitário. Todos podem contribuir com suas habilidades, talentos ou simplesmente vontade em querer ajudar", afirmou Beatriz Cavassa de Oliveira, responsável pela pasta.

"Estamos convocando todos nos cidadãos que querem e possam colaborar com a saúde de nosso município. Este serviço terá um espaço aqui na Santa Casa, com uma sala específica, onde as pessoas poderão visitar e se interar do programa, se cadastrar e ali mesmo sinalizar onde pode ser útil, onde pode ajudar e contribuir, se juntando com todo o esforço do Poder Público para que possamos avançar na qualificação da Saúde", complementou o prefeito Ruiter.

Decreto

As pessoas interessadas em prestar serviço voluntário à Santa Casa de Corumbá deverão cadastrar-se perante a Junta Administrativa da Associação Beneficente Corumbaense. Este Cadastro do Voluntariado será criado e permanentemente atualizado pela Junta Administrativa. Nele devem constar o nome completo do voluntário sem abreviatura, estado civil, endereço, telefone para contado e números da Cédula de Identidade e do cartão de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas do Ministério da Fazenda – CPF/MF.

Os interessados também precisam confirmar a profissão, habilidades artísticas e/ou esportivas, conhecimentos científicos e outras aptidões; a natureza do serviço voluntário a ser prestado; os horários disponíveis para prestação de serviço voluntário; e a área, ala, setor e/ou especialidade em que será prestado o serviço. As informações serão repassadas ao Conselho do Voluntariado da Santa Casa, que terá a finalidade de organizar o serviço voluntário no hospital e deliberar sobre as condições de sua prestação.

O serviço voluntário será exercido mediante a assinatura de Termo de Adesão entre a Santa Casa de Corumbá e o prestador do serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício, de acordo com o modelo aprovado pelo Conselho do Voluntariado. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista previdenciária ou afim.

A Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais publicará semestralmente, em jornal de grande circulação no município, nota de reconhecimento e agradecimento, com a relação nominal de todos os voluntários que, no respectivo período, tenham prestado serviço à Santa Casa de Corumbá.