Parte alta do centro é atendida pelo programa coleta setorizada

A Prefeitura de Corumbá iniciou nesta segunda-feira (05), mais uma etapa da coleta setorizada, programa desenvolvido por meio da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos, para manter a limpeza na área urbana da cidade, entre os trilhos da rede ferroviária e o Rio Paraguai. Esta semana, os trabalhos estão concentrados na parte alta do centro, entre a Rua América e a rede ferroviária.

O programa é executado pela empresa que efetua a coleta de lixo na cidade, a Unipav, e é destinado à retirada de restos de poda de árvores, pneus velhos e outros tipos de resíduos, como parte de uma estratégia adotada pelo Poder Executivo, para evitar acúmulo de entulho pelas ruas e calçadas, prejudicando o trânsito de veículos e pedestres, além de reduzir entupimento de galerias de águas pluviais. Contribui também para evitar surgimento de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Moradores e comerciantes da região devem depositar galhos e restos de podas domésticas, pneus velhos e outros tipos de materiais em frente a suas casas ou comércios, para que sejam retirados pelas equipes responsáveis pelos serviços. Para manter a cidade limpa, a população deve evitar despejo desse tipo de material fora dos dias estabelecidos pelo cronograma elaborado para atender toda a cidade.

É expressamente proibido a deposição de resíduos orgânicos (lixo doméstico), vidros, plásticos, ou qualquer outro tipo de material, que já é retirado nestas regiões pelas equipes responsáveis pela coleta de lixo. Outra orientação é para que o material seja depositado todas as segundas e terças-feiras. A retirada acontece sempre às quartas, quintas e sextas-feiras, por uma equipe composta de seis homens, dois caminhões e uma máquina.

Em caso de poda de árvore no interior do imóvel ou mesmo nas calçadas, é necessário que o morador entre em contato com a Prefeitura para autorização, bem como orientação de como realizar o serviço. O contato pode ser feito pelo telefone 3907 – 5300, da Fundação do Meio Ambiente.