Corumbá participa do Fórum Nacional de Gestores da Juventude

A cidade de Corumbá está sendo representada em Brasília (DF), da 2ª Reunião do Fórum Nacional de Gestores de Juventude, que busca o fortalecimento das políticas da juventude, a relação com o Governo Federal, bem como mobilização para a 2ª Conferencia Nacional de Juventude, que acontecerá no período de 9 a 12 de dezembro, no Distrito Federal. O encontro se encerra nesta terça-feira (06), e conta com a participação do gerente municipal de Ações para a Juventude, Márcio Cavasana.

O Fórum foi aberto ontem (05) com as presenças de Ângela Guimarães, da Secretaria Nacional de Juventude; Gilberto Perre, Secretario Executivo da Frente Nacional dos Prefeitos; Oteniel Almeida, coordenador do Fórum Nacional de Gestores de Juventude, e Neri da Costa, coordenador Nacional do Protejo Proteção de Jovens em Situação de Vulnerabilidade, instituído pelo Governo Federal em 2007, por meio do Ministério da Justiça. Cavasana aproveitou o encontro com Néri, para tratar de detalhes sobre o projeto, buscando inserção de Corumbá.

"O projeto marca uma iniciativa inédita no enfrentamento à violência no país, pois articula políticas de segurança com ações sociais; prioriza a prevenção e busca atingir as causas que levam à violência, sem abrir mão das estratégias de ordenamento social e segurança pública", afirma Cavasana, observando que o assunto esta sendo amplamente debatido neste encontro em Brasília e que Corumbá busca a sua inserção.

Explicou que o protejo é destinado a jovens de 15 a 24 anos, que estejam em pelo menos uma dessas situações: egressos do sistema prisional; em cumprimento de medidas sócio – educativas ou de penas alternativas, e em situação de rua ou vitimas de criminalidade, priorizando a formação sócio – cultural e cidadã, bem como qualificação para o trabalho, acesso ao esporte e lazer, visando à pacificação social e ao fortalecimento da cidadania. "Trata-se de política pública com investimento concreto na vida da juventude", diz Cavasana, reforçando a importância da parceria dos gestores de juventude para a ampliação do programa com qualidade.

O gerente lembra que Corumbá, por fazer fronteira com a Bolívia, oferece as condições necessárias para receber o programa. Detalha que a inclusão do Município é um dos objetivos do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), a exemplo do que já ocorre com o Projovem Trabalhador, que vai permitir formação profissional para mais mil jovens na cidade. Segundo ele, esta faixa etária da população, ao participar do programa, por meio do Percurso Social Formativo, reconhece e avalia sua realidade, suas trajetórias, seus direitos e deveres, construindo paz e cidadania, colaborando para a promoção dos direitos humanos, a diminuição das violências e criminalidades, conquistando mais dignidade e brilho social.