Corumbá abre inscrições para nova etapa do Projovem Trabalhador

A Prefeitura de Corumbá já iniciou o processo seletivo para a segunda etapa do Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã, que vai permitir a capacitação de mil jovens com idade entre 18 e 29 anos. As inscrições estão a cargo da Escola de Governo (EGOV) e podem ser feitas até o dia 20 de setembro. O programa é resultado de uma parceria da Prefeitura com o Governo Federal, por meio do Ministério do Trabalho e Emprego, e o processo seletivo integra as comemorações dos 233 anos de fundação de Corumbá, que acontece em 21 de setembro.

As fichas estão disponíveis no site da Prefeitura Municipal (www.corumba.ms.gov.br), link do Projovem Trabalhador. As inscrições podem ser feitas na Gerência de Ações para a Juventude, na Casa da Cidadania, Rua XV de Novembro, 400; nos CRAS I e II, localizados nos bairros Centro América e Nova Corumbá, respectivamente, e no Centro de Qualificação para o Trabalho Dom Bosco, localizado na Rua 13 de Junho, 2660 – Bairro Dom Bosco, no período das 08 horas às 17h30. A Escola de Governo também receberá as inscrições com as fichas já preenchidas.

O programa está orçado em R$ 1.859.550,00, sendo R$ 1.766.572,50 oriundo do Governo Federal, e R$ 92.977,50 como contrapartida do Município. A execução está a cargo da Secretaria Especial de Políticas de Integração Social, por meio da Gerência da Juventude, com apoio da Escola de Governo, que será responsável pelo processo de seleção.

A ficha está nos próprios locais de inscrições. Para participar do processo seletivo, o candidato deverá preencher os seguintes requisitos: ter de 18 a 29 anos; estar cursando da 7ª série do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio; estar desempregado, e ser oriundo de família com renda per capita de até um salário mínimo. No ato da inscrição, deverá apresentar documentos originais e xérox da RG, CPF, conta de luz, Carteira de Trabalho e PIS/NIS.

Nesta edição, o Projovem Trabalhador vai permitir formação profissional de mil jovens nas áreas de Pesca e Piscicultura, Metalmecânica, Vestuário, Saúde, Beleza e Estética, Alimentação, além de Qualificação Social com noções de Cidadania e Ética Profissional e Introdução à Informática. A preocupação do prefeito Ruiter Cunha foi viabilizar a realização de cursos ligados às características da região, caso específico da piscicultura, atividade que poderá ser melhor difundida a partir da formação de profissionais.

Durante o curso, cada jovem receberá uma bolsa no valor total de R$ 600,00, em parcelas mensais, como incentivo durante os seis meses de duração do programa, além de alimentação diária nos intervalos das aulas e vale-transporte. Além disso, os alunos que concluírem o curso com conceito satisfatório poderão ser inseridos no mercado de trabalho.

A ficha de inscrição pode ser baixada aqui