Inscrições para Projovem Trabalhador serão abertas em setembro

A Prefeitura de Corumbá está ultimando os preparativos para a segunda edição do Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã. A pretensão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) é abrir as inscrições na primeira quinzena do mês de setembro, como parte das comemorações dos 233 anos de fundação da Cidade Branca, que acontece no dia 21. Este ano, o processo será comandado pela Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais, por meio da Gerência de Ações para a Juventude, com apoio da Escola de Governo, que ficará responsável pelo processo de seleção.

O Projovem Trabalhador é resultado de uma parceria com o Governo Federal, por meio do Ministério do Trabalho e Emprego. No final da semana passada, o ministro Carlos Lupi assinou o termo de adesão ao Plano de Implementação do Projovem Trabalhador com a Prefeitura de Corumbá, que vai permitir a partir de 2011 ações de qualificação social e profissional para mil jovens. O gerente de Ações para a Juventude, Márcio Cavasana, assinou o documento pelo Município, representando o prefeito Ruiter Cunha.

A inclusão, conforme o próprio ministro, se deveu ao resultado alcançado na primeira etapa, encerrado em 2010, quando o Município formou 828 pessoas nas áreas de Meio Ambiente, Saúde e Promoção da Qualidade de Vida; Turismo e Hospitalidade; Telemática, e Construção e Reparos. O senador Delcídio do Amaral e o deputado estadual Paulo Duarte, ambos do PT, exerceram papel importante na articulação para a cidade receber a segunda etapa do Projovem, assim como o ex-deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT)

"Projovem é o coração do Ministério do Trabalho e Emprego. É o nosso programa mais importante, porque prepara aquilo que temos de mais valoroso, que é a nossa juventude. Por ser assim, somente os municípios que atingem meta, conseguem uma segunda edição do Projovem", revelou Lupi, ao assegurar R$ 1.766.572,50 para a realização do programa, orçado em R$ 1.859.550,00, incluindo o valor da contrapartida municipal no valor de R$ 92.977,50.

Nesta segunda edição o programa vai permitir formação profissional de mil jovens nas áreas de Piscicultura, Metalmecânica, Vestuário, Saúde, Estética, Alimentação, além de Qualificação Social com noções de Cidadania e Ética Profissional e Introdução à Informática. A preocupação do prefeito Ruiter Cunha foi viabilizar a realização de cursos ligados às características da região, caso específico da piscicultura, atividade que poderá ser melhor difundida a partir da formação de profissionais.

Durante o curso, cada jovem receberá uma bolsa no valor total de R$ 600,00, em parcelas mensais, como incentivo durante os seis meses de duração do programa, além de alimentação diária nos intervalos das aulas e vale-transporte. Além disso, os alunos que concluírem o curso com conceito satisfatório poderão ser inseridos no mercado de trabalho.