Cursos de geração de renda beneficiam integrantes do Se Essa Rua

Além de pavimentar as ruas e alamedas do bairro onde moram os integrantes do programa Se Essa Rua Fosse Minha têm a possibilidade de participar de diversos cursos de economia doméstica e geração de renda. "É uma chance de aprender novas coisas", avaliou Lidiane Ferreira, 25 anos, uma das participantes da oficina de fabricação de detergente biodegradável e amaciante de roupas ecológico. "São receitas simples e que podem muito bem serem feitas em casas", continuou a dona de casa.

Para produzir o detergente são necessários dois limões, um sabão de coco neutro, quatro colheres de sopa de amoníaco e seis litros de água. "Basta derreter o sabão, picado ou ralado, em um litro de água. Depois acrescentar mais cinco litros de água fria e espremer os limões. Por último, mistura-se o amoníaco. Depois é só guardar o produto em garrafas pet", explicou a bióloga Fátima Seher, da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário de Corumbá, responsável pela oficina juntamente com a educadora ambiental Lenir Alencar Peinado.

A preparação do amaciante é igualmente simples. Ela utilizou cinco litros de água, quatro colheres de sopa de glicerina, um sabonete ralado e duas colheres de loção de limpeza facial. O modo de preparação é semelhante: dissolve-se o sabonete em um litro de água fervida, acrescenta-se o resto da água, a glicerina e a loção. Depois de mexer bem, é só guardar o material, que ajuda na lavagem de roupas e não agride o meio ambiente. "É tudo muito prático e útil", afirmou Ana Paula de Jesus, 23 anos, outra beneficiada pelo programa mantido pela Prefeitura de Corumbá.

O curso foi realizado na última sexta-feira (12) na cozinha do projeto social Mãos Amigas, localizado no bairro Cristo Redentor. Para esta semana, a Secretaria Especial de Integração das Políticas Sociais, que coordena o Se Essa Rua Fosse Minha, promove mais quatro atividades. Na terça-feira (16), os moradores do Guató participam de uma roda de conversa sobre orientação profissional e inserção no mercado de trabalho. No Cristo, o encontro trata de orçamento doméstico. Na quinta-feira (19), a oficina vai trabalhar a customização de camisetas.

Esta é a oitava edição do Se Essa Rua Fosse Minha, implementado pelo prefeito Ruiter Cuinha de Oliveira (PT) em 2007. Nesta etapa serão pavimentadas com lajotas sextavadas as alamedas Simão Bolívar, no Bairro Cristo Redentor, e Aguapé e Vitória Régia, no Guató. O programa que capacitou 371 trabalhadores já atendeu comunidades do Universitário, Guarani, Guanabara, Camalote, Centro América, Popular Velha, Aeroporto, Jardinzinho, Piúva, Generoso, Cristo Redentor, Cherogami, Primavera, além do Distrito de Albuquerque e do 17º Batalhão de Fronteira.

Realizado com recursos do Fundo Municipal de Investimento Social (FMIS), a iniciativa da Prefeitura viabilizou o calçamento de uma área de 42.878,89 metros quadrados de ruas e alamedas; implantou 12.719,18 metros de meio fio, além de 12.365,88 metros quadrados de calçadas. Um total de 513.268 lajotas já foram implantadas nestas localidades.