Corumbá estreia nesta terça no Estadual Infanto Juvenil de Futsal

Apoiada pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Esportes (Funec), a Liga de Corumbá estreia nesta terça-feira (16) no Campeonato Estadual de Futsal Infanto Juvenil 2011. A competição é promovida pela Federação de Futebol de Salão do Mato Grosso do Sul (FFSMS) e reúne oito times de diferentes regiões do Estado. Corumbá está na chave B junto com o Dom Bosco, Funlec/El Kadri e Estrelinha. No jogo desta noite, a Liga enfrenta o Estrelinha.

Na quarta-feira, o time volta a quadra para enfrentar o Dom Bosco. A primeira fase termina no dia 18, quinta-feira, contra o Funlec. Os dois primeiros avançam para a semifinal. A decisão está marcada para o dia 20 (sábado). Na outra chave ficaram o Apaefes/Funced/Leda, CDA, CSM Jardim e Sonora. Serão oferecidos troféus e medalhas para as equipes classificadas até o segundo lugar, bem como premiação paralela para o melhor goleiro e o artilheiro. A equipe campeã será a representante do MS na Taça Brasil Sub-17 de 2012.

O Campeonato Estadual de Futsal Infanto Juvenil reúne jovens nascidos em 1995 e 1996. O técnico da Liga de Corumbá é João Roberto de Freitas, funcionário de carreira da Secretaria Municipal de Educação. Em julho, ele participou de uma capacitação sobre futsal no Santos Futebol Clube. "Foram nove dias de estágio, onde tivemos seis palestrantes. Entre eles o Fernando Ferretti, ex-técnico da Seleção Brasileira e atualmente no Santos, e Marcos Sorato, treinador do Brasil", destacou João Roberto.

"Foi um estágio de alto nível. Acompanhamos toda a preparação que o Santos fez para enfrentar o Suzano pela Liga Futsal 2011. Vimos todo o treinamento que uma equipe de alto rendimento faz. Hoje o Santos é a base da Seleção", continuou o treinador. Segundo ele, a principal diferença entre o trabalho realizado na elite do futsal nacional e nas categorias de base do Município é a preocupação com a forma física.

"Foi uma experiência muito boa para termos o parâmetro do estágio que estamos na cidade. O trabalho é bastante similar ao realizado aqui. O que precisamos dar ênfase é na preparação física dos nossos atletas. Mas para isso a gente precisa de tempo. Uma boa opção que temos é o Geração Olímpica, onde teremos mais tempo junto com esses garotos", avaliou. O programa Geração Olímpica é mantido pela Funec, que também viabilizou a capacitação do treinador.