Coletâneas usam aspectos regionais como ferramentas de ensino

Professores, coordenadores e diretores das 23 escolas municipais de Corumbá lotaram o auditório do Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez na manhã desta terça-feira (16). O motivo foi a entrega das Coletâneas Pedagógicas produzidas pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação. Os livros foram entregues pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), acompanhado pela secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, e demais representantes dos poderes Executivo e Legislativo municipais.

"Coletâneas Pedagógicas – Práticas de Sala de Aula" é formada por cinco livros com informações e propostas educacionais voltadas aos alunos da 1ª a 5ª série da Rede Municipal de Ensino (Reme). O objetivo é trabalhar a plurissignificância e a linearidade do conteúdo. "Um assunto como o Pantanal, por exemplo, pode ser trabalhado de várias maneiras, podemos focar nos seguintes aspectos: Qual a matemática do pantanal? Como trabalhar a geografia, os recursos, as plantas e a história deste bioma? O conhecimento não pode ser fragmentado", comentou o secretário municipal de Educação, Hélio de Lima.

O material de apoio não é um livro didático e sim um conjunto de atividades metodológicas que, somado ao já existente na escola e ao conhecimento acumulado por experiências de trabalho, possa contribuir para elevar os índices de aprendizado dos alunos de Corumbá. "Cada conteúdo nós procuramos trazer no bimestre o que precisa ser trabalhado, com base no cronograma da Escola da Vila, de São Paulo, que é referencia nacional", complementou Hélio. A escola paulista é destaque por ser uma das primeiras do Brasil a utilizar o método construtivista – idealizado pelo filósofo Jean Piaget, o qual defendia que a escola deve acompanhar a curiosidade da criança, propondo atividades com temas que a interessassem naquele momento, sem se prender a um currículo rígido.

O meio encontrado pela secretaria municipal de Educação para que o método construtivista pudesse ser aplicado dentro das Coletâneas Pedagógicas foi buscar temas regionais, que são do cotidiano dos alunos de Corumbá. Entre eles, estão obras literárias de autores locais, como Manoel de Barros e Augusto César Proença, entre outros, além de artistas plásticos a exemplo de Marlene Mourão (Peninha) e Jorapimo. Fotos e gravuras da fauna e da flora pantaneira, além do conjunto arquitetônico do município também servem como instrumentos de ensino.

"Cada vez mais qualquer instrumento ou ferramenta pode de fato reforçar a nossa cultura, história, geografia, e principalmente a nossa identidade. Nenhuma cidade, estado, país ou nação avança se a gente não despertar esse sentimento patriótico, nacionalista, da valorização das nossas riquezas. Isso tudo tem que ser cada vez mais difundido e nada melhor do que fazer isso com esse sentimento nobre, que é auxiliar a educação. As coletâneas não são livros didáticos, mas sim instrumentos que reforçarão e vão ajudar na formação de uma comunidade escolar mais qualificada", observou Ruiter, que fez a entrega de exemplares para as 23 escolas da Reme.

Ao todo, 1,2 mil exemplares serão distribuídos em todas as instituições de ensino da Prefeitura de Corumbá, incluindo a zona rural e a Região das Águas. As "Coletâneas Pedagógicas" têm sua fundamentação teórica e prática nas Diretrizes Curriculares Municipais (editadas em 2007), nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN's – 1997), nos Livros Didáticos fornecidos pelo Ministério de Educação (MEC) às unidades escolares, ano base 2010, bem como em outras fontes bibliográficas (livros e sites educativos).