Série B do Campeonato Amador teve 24 gols marcados em 5 jogos

A Copa Integração Popular de Futebol Amador – Série B começou com média de 4,8 gols por jogo. Nas cinco primeiras partidas disputadas até o último domingo (24) no campo da Esplanada da Nob, a bola balançou as redes em 24 oportunidades. No primeiro confronto da competição, disputado na quinta-feira, o 3M bateu o Oriental por 3 a 1, gols de Loco e Kizómba (duas vezes). Kéko fez o de honra para o time derrotado.

Na sexta-feira, o Aeropoint goleou o Atlético por 8 a 1. Destaque para Nego Drama, autor de quatro gols. Willian, com dois, Flávio e Júnior Costa fizeram garantiram a vitória elástica. Giva marcou para o representante da zona rural de Corumbá. No sábado, a rodada dupla começou com a vitória Oficina da XV sobre o Nova Corumbá por 5 a 1. Saulinho (2), Viola, Evandro e Luis Roberto marcaram os gols da vitória. Rafael marcou o da Nova Corumbá.

Na seqüência, o CL derrotou o Universitário por 3 a 1. Roggers, autor de dois gols, foi o nome da confronto. Bibo também deixou o dele, enquanto Bagre descontou para o Universitário. Ontem pela manhã, o Noroeste venceu o Jd Júnior pelo placar mínimo. Walmirzinho fez o único gol do jogo. A primeira rodada da Série B termina nesta terça-feira (26), com o jogo entre Guanabara e Taquaral, válido pelo grupo C.

Os dois primeiros de cada chave e os dois melhores terceiros colocados, independente do grupo, avançam para a segunda fase. Os dois finalistas se classificam para o Campeonato Amador – Série A. O campeão ainda fatura o prêmio de R$ 1.500, enquanto o vice leva R$ 1.000. O artilheiro e o melhor goleiro da competição são homenageados com troféus personalizados. A final está programada para o dia 21 de agosto.

A Copa Integração Popular é organizada pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de esportes (Funec), com o objetivo de estimular e incentivar a pratica esportiva no município, melhorando a qualidade de vida da população e possibilitando o surgimento de novos atletas que podem representar a cidade em competições estaduais e nacionais. A socialização entre os atletas e dirigentes amadores envolvidos na disputa também faz parte da proposta implementada pela Funec desde 2005.