Projeto Rondon: Operação Arara Azul começa na segunda em MS

Integrantes da Operação Arara Azul do projeto Rondon (16) participaram neste sábado da solenidade de abertura dos trabalhos em Mato Grosso do Sul. O evento foi realizado no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gomez em Corumbá. Cerca de 200 estudantes e professores de universidades de sete estados brasileiros vão realizar palestras, oficinas e capacitações em oito municípios de Mato Grosso do Sul e também no Pantanal, por meio da operação especial Rio Paraguai, que vai percorrer as regiões sul e norte do principal rio pantaneiro.

A solenidade foi aberta com uma palestra do senador Delcídio do Amaral (PT) que foi convidado pelo Minstério da Defesa para fazer uma apresentação do estado de Mato Grosso do Sul para os rondonistas. "Uma contextualização social e econômica de Mato Grosso do Sul , com ênfase no Pantanal e adjacências, para ambientar os rondonistas às características da região e dos municípios que participam do projeto. Participar do Projeto Rondon é muito importante para os estudantes universitários porque além de ajudar as comunidades carentes, eles passam a entender melhor a realidade brasileira e adquirem uma experiência que ajudará bastante na vida profissional. Eu que vivi na Amazônia e no Nordeste no início da minha carreira como engenheiro sei muito bem o que é isso", disse o parlamentar.

O auditório do Centro de Convenções ficou lotado com estudantes entusiasmados com o novo desafio de exercer a cidadania longe de casa. As comitivas vieram do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Os grupos vão atuar nas cidades de Corumbá, Miranda; Bodoquena; Ladário; Guia Lopes da Laguna; Caracol; Porto Murtinho e Anastácio durante os dias 19 a 29 de julho. A Capital do Pantanal foi escolhida a cidade pólo da operação, por isso a solenidade de abertura foi realizada no município pantaneiro.

O coordenador-geral do Projeto Rondon, Brigadeiro-do-Ar Rogério Luíz Veríssimo da Cruz, participou da cerimônia de abertura. Durante sua fala, o militar reforçou a importância do projeto e também as parcerias com as prefeituras envolvidas. "Espero que todos façam uma boa operação. Levando cidadania para as pessoas envolvidas. Tenho certeza de que todos vão voltar bem melhores do que vieram", disse. Após o evento desse sábado, a 18ª Brigada de Infantaria ofereceu um almoço para os participantes.

Em Corumbá, a equipe conta com o apoio da Prefeitura Municipal. A comitiva é formada por 60 pessoas que irão se dividir entre quatro equipes e atuarão no perímetro urbano e também nas regiões de Porto Índio e Forte Coimbra com o apoio das Forças Armadas. Parte do grupo ficará hospedado nas instalações do 17º Batalhão de Fronteira, sendo que a Prefeitura de Corumbá viabilizou alojamento e alimentação para 30 integrantes da operação. Mais informações sobre a comitiva, integrantes e objetivo da operação estão disponíveis no endereço eletrônico: www.projetorondoncorumba2011.wordpress.com.

Entre os dias 19 a 29 de julho, a população de Corumbá e região poderá participar de oficinas, palestras e capacitações ministradas pela comitiva de jovens estudantes e professores universitários que fazem parte da operação "Arara Azul", do Projeto Rondon. O grupo irá realizar a maioria das ações na escola municipal CAIC-Ernesto Sassida com o objetivo de ajudar no desenvolvimento de atividades que possam melhorar o cotidiano da cidade e do meio onde as pessoas vivem.