Para mães, Creche o Ano Todo é fundamental para as famílias

Os ponteiros do relógio acabam de marcar 7 horas da manhã quando Ana Cristina dos Santos, 37 anos, chega para deixar a filha, Maria Luiza, na creche Maria Candelária, no bairro Centro América. "Eu trabalho em casa de família. Não sei o que eu faria se as creches entrassem de férias. Somos só meu marido, ela e eu em casa. Não temos parentes aqui. Seria muito difícil achar alguém para cuidar dela", conta a mãe, uma das beneficiadas pelo programa Creche o Ano Todo, iniciativa da Prefeitura de Corumbá que garante o atendimento integral às mais de 700 crianças de 0 a 4 anos matriculadas na Rede Municipal de Ensino (Reme).

Para Alexssandra dos Sales, 20 anos, mão da pequena Nicole, de apenas dois anos e quatro meses, o funcionamento da unidade durante o mês de julho significa muito para a família. "A Nicole começou a vir este ano, depois que eu conseguiu um emprego como auxiliar de serviços gerais. Por isso a creche nos ajuda muito. Se não fosse ela, não teria como sair para trabalhar", relata. Neste período de férias escolares, as mães não são obrigadas a levar seus filhos à aula. Por isso, o serviço é mais procurado pelas mães que continuam trabalhando. "Eu trabalho e não teria ninguém para ficar cuidando do meu filho. É ótimo elas continuarem trabalhando nestes 15 dias", comenta Roselene Morais Pereira, 20 anos, mãe de Luan, de dois aninhos.

Em alguns casos, o apoio do Município é ainda mais valioso. É o caso de Cristiane Militão de Oliveira, 28 anos, que deixa seu casal de filhos, Eduarda e Aldo Júnior, na Maria Candelária. "Eu trabalho como cabeleireira, então meus horários não são sempre os mesmos. Se a creche parasse neste mês, eu teria que pagar alguém para cuidar dos meus filhos", relata. "Minha filha e o marido dela trabalham. Sou eu quem deixa e vem buscar a Manuela na creche. Acho que teria que levá-la ao serviço comigo se a escola parasse", disse o funcionário público Jones Guterrez, avô da criança.

Implantado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) em 2006, inicialmente com o nome de Mãe Crecheira, o programa engloba as sete unidades mantidas pelo Executivo Municipal. Além de garantir a continuidade da escolarização dos pequenos e da rotina de trabalho dos pais, o Creche o Ano Todo também ajuda no reforço orçamentário de 35 professores contratados para atuar nestes 15 dias deste mês de julho. "Trabalho com crianças já há alguns anos. Como tinha decidido não viajar neste meio do ano, vim trabalhar nestas férias. É uma experiência a mais pra mim e uma ajuda financeira importante", afirmou o professor Thyrso Neto.

"No ano passado eu fiz parte do projeto. Fiquei no Serv Carmo. Gostei bastante e voltei neste ano, agora aqui no Caic (creche Catarina Anastácia da Cruz)", reforçou a pedagoga Ligia Silva. Também pedagoga, Ingrid Alvarenga integra o Creche o Ano Todo pela primeira vez. "É uma experiência ótima. Sempre trabalhei com crianças maiores. Com pequenos assim, para mim é uma novidade, mas estou adorando", relatou. "Essa iniciativa para mim é fundamental", resume Ana Cristina, mãe de Maria Luiza.