Curso de gastronomia reforça potencial da culinária pantaneira

Além de dar a chance de nova
moradia e perspectiva de vida, o projeto Casa Nova, que integra o Programa de
Aceleração do Crescimento (PAC), também proporciona capacitação, com foco na
geração de renda. Nesta quinta-feira (21) foi realizada a cerimônia de
encerramento da terceira turma do curso de Gastronomia Pantaneira, realizada
pela equipe técnica do PAC, em parceria com a Prefeitura Municipal e Instituto
Homem Pantaneiro (IHP).

Ao todo são 160 horas de
capacitação que ensina as técnicas culinárias com toque pantaneiro. Ao final do
curso, os 15 participantes se dividiram em duplas e elaboraram receitas
inéditas com ingredientes da região. Foram quatro pratos que impressionaram
pela beleza e sabor, são elas: Rondelli de banana da terra com carne seca ao
molho branco; Picanha ao molho madeira com arroz à piamontese com pimenta
biquinho; Frango recheado com Umbaru (semente do cerrado); Rocambole de Porco à
Taquari, com molho agridoce e farofa de banana e abacaxi.

De acordo com a técnica
social do projeto Casa Nova, Ana Vitória Simão Pereira, o foco dos cursos é a
geração de renda. "Estas pessoas se mudaram ou vão se mudar para uma das casas
do projeto do Governo Federal. É importante que elas recebam cursos para se
aprimorarem profissionalmente e começarem nova vida", disse. As 800 moradias
estão no bairro Guatós, na parte alta da cidade.

Aprimoramento

O microempresário Itamar
Louveira trabalha comercializando marmitas. Escolheu o curso de gastronomia
para aumentar a renda familiar e aprimorar as técnicas culinárias. "O
profissional precisa se atualizar, senão vai ficar fora do mercado de trabalho.
Com certeza esse curso vai ser muito importante para mim, pois o cliente gosta
de novidade e agora tenho várias para oferecer", disse. Helenice Lemos também
já atua na área da gastronomia. Apesar de lidar com as panelas e temperos
diariamente, a jovem acredita que o curso proporciona um enorme aperfeiçoamento.
"Cozinhar não é somente o dia-a-dia, tem que ter técnicas, saber ouvir e
aprender", comentou. Helenice apresentou juntamente com Itamar o prato
Rocambole de Porco à Taquari, com molho agridoce e farofa de banana e abacaxi.

O curso foi ministrado
pela turismóloga Lídia Leite. "Buscamos incorporar ingredientes nativos do
Pantanal com carnes, frango e peixes. Os cursos já estão surtindo resultados
com vários alunos inseridos no mercado de trabalho", disse. As aulas foram
realizadas na Vila Moinho, no Instituto Homem Pantaneiro, parceiro das
capacitações oferecidas pelo corpo técnico social do PAC. Na última terça-feira
(19) foi realizada a formatura das turmas de Customização e Reciclagem de
Vestuário e Qualidade no Atendimento. As duas capacitações foram realizadas por
meio da parceria entre a Prefeitura de Corumbá e o Serviço Nacional de
Aprendizagem Comercial (SENAC).