Conferência avalia e aponta novos rumos da Assistência Social

Os participantes da 9ª Conferência Municipal de Assistência Social definem nesta quinta-feira (07) as propostas que Corumbá levará para o encontro estadual, marcado para os 28, 29 e 30 de setembro em Campo Grande. Durante a tarde, a partir das 13 horas, também serão escolhidos os delegados que representarão a região nesta próxima etapa de discussão. "Este é o ambiente profícuo, analítico e positivo para continuarmos melhorando as políticas públicas sociais em nosso município, no estado e na nação", afirmou o secretário municipal de Assistência e Cidadania, Haroldo Ribeiro Cavassa, durante a abertura do evento, ocorrida na noite desta quarta-feira (06) no Centro de Convenções Miguel Gómez.

"Nesta Conferência vamos avaliar como estes serviços sociais estão sendo executados em nossa região; o que funciona bem, o que está estagnado e o por quê disso; e ainda temos a oportunidade de apontar onde podemos avançar e em que direção. Ou seja, nosso objetivo aqui é realizar uma radiografia completa da Assistência Social em Corumbá", continuou Haroldo, que aproveitou o momento para comemorar a instituição do Sistema Único de Assistência Social (Suas), sancionado na quinta-feira pela presidenta Dilma Roussef (PT).

"Hoje é um dia de festa. A sanção do PL (Projeto de Lei) Suas é a garantia de que os direitos do cidadão serão respeitados em todos os momentos", avaliou o secretário. Ainda durante a abertura da 9ª Conferência, Haroldo destacou o crescimento dos equipamentos sociais em todo o País e fez um balanço da estrutura existente na cidade. "O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) está ultimando o edital do concurso público para preencher as vagas necessárias nos quatro CRAS e no outro que está prestes a ser inaugurado na Nova Corumbá. Também estamos trabalhando para a construção do CREAS e outras obras que se fazem necessárias".

Outro ponto destacado pelo secretário foi o atendimento oferecido pelo Município às cerca de 2.300 pessoas que residem em áreas isoladas do Pantanal. "Temos que discutir e avaliar formas de garantir que os direitos básicos inerentes a todos os cidadãos cheguem também a estas pessoas", pontuou. Para a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Lindivalda Gonçalves dos Santos, a Conferência Municipal, assim como a instituição do Suas, é um instrumento importante no processo de erradicação da pobreza no Brasil.

Durante seu discurso, ela também apresentou os votos de sucesso do padre Ernesto Sassida, presidente de honra do Conselho, para o encontro e agradeceu ao juiz Roberto Ferreira Filho pelo trabalho realizado na região nos últimos 9 nos em que atuou na comarca. "Ele ousou sair dos muros do Poder Judiciário para integrar iniciativas que deram vez e voz os mais necessitados", disse Lindivalda. Representando o deputado estadual Paulo Duarte (PT), o vereador João Bosco da Silva e Souza (PT) destacou a abrangência da atuação da Assistência Social.

"O Brasil reconheceu e colocou o Suas como política pública. Isso é muito importante porque muitas pessoas erroneamente pensam que a Assistência Social é apenas para os pobres, para os excluídos, quando na verdade é ela quem oferece garantia de dignidade a todo e qualquer cidadão e em qualquer período de sua vida", enfatizou o vereador. A abertura foi encerrada com a palestra da professora Heloísa Castro Berro. O tema da conferência é "Consolidar o SUAS e valorizar seus trabalhadores".