Poliomielite: entre as grandes cidades só Corumbá cumpriu meta

Corumbá foi a única cidade grande do Mato Grosso do Sul que cumpriu a meta de vacinar 100% das crianças contra a paralisia infantil. Durante a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, o município pantaneiro atingiu 106,98% da população infantil, bem acima dos índices alcançados por Campo Grande, 80,76%; Dourados, 91,71%; Três Lagoas, 80,85%, e Ponta Porã, 82,57%. Em todo o Estado, o percentual foi de 85,81%. Já no Brasil, a vacinação ficou bem abaixo da meta, com 84,22%.

A meta estabelecida para Corumbá era vacinar 9.253 crianças. No dia D, que aconteceu em 18 de junho, a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal, aplicou 9.068 doses da vacina Sabin, um índice de 98%. A primeira etapa foi prorrogada por mais uma semana e, conforme o último relatório do Ministério da Saúde, a maior cidade pantaneira imunizou 9.899 crianças de zero a cinco anos.

Em todo o Mato Grosso do Sul, somente 17 cidades cumpriram a meta. Além de Corumbá, ultrapassaram os 100% os municípios de Alcinópolis, Pedro Gomes, Douradina, Caracol, Angélica, Novo Horizonte do Sul, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Sete Quedas, Santa Rita do pardo, Selvíria, Jaraguari, Maracaju e Rio Negro. No Estado, a meta estabelecida era vacinar 195.136 crianças. Ficou com 167.447.

Para o responsável pelo núcleo de imunização da Prefeitura, enfermeiro Wangley Bento de Campos, o cumprimento da meta se deve ao trabalho desenvolvido por toda a equipe durante a campanha. "Somente no Dia D, contamos com cerca de 250 pessoas atuando em 16 postos de vacinação e o resultado não poderia ter sido diferente. Atingimos 98% e, antes mesmo do feriadão da semana passada, já havíamos ultrapassado a meta. O trabalho da equipe foi muito bom", ressaltou.

A segunda etapa acontece em 13 de agosto e, na oportunidade, Corumbá vai disponibilizar as doses da vacina contra sarampo. Em outras regiões brasileiras, a imunização aconteceu nesta primeira etapa, paralelo à campanha contra a paralisia infantil. "Será mais um desafio. Além de confirmar os números desta primeira etapa, teremos que cumprir a meta também na imunização contra o sarampo. Para este dia, é importante que as mães levem seus filhos aos postos e que tenham em mãos, a caderneta de vacinação", solicitou.