Hoje é dia de banhar a imagem de São João nas águas do Paraguai

O Arraial do Banho de São João em Corumbá vive nesta quinta-feira (23) o seu grande dia. À noite, mais de 100 famílias de festeiros devem descer a Ladeira Cunha e Cruz, em direção do Rio Paraguai, para banhar a imagem do santo nas águas do principal rio pantaneiro. A festa, que na noite desta quarta-feira (22) levou milhares de pessoas ao Porto Geral, é uma realização da Prefeitura Municipal, coordenada pela Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal de Corumbá. A expectativa é que mais de 40 mil pessoas passem pelo local na noite desta quinta-feira.

O Arraial do Banho de São João se define como a mistura de muita devoção, fé e crendice popular, trindade que alimenta há mais de 100 anos a tradição de banhar a imagem do santo nas águas do Paraguai. Os elementos ligados à religiosidade e sabedoria do povo (que habitualmente é chamada de folclore) norteiam todo o ritual dos festeiros, desde a preparação do andor sagrado ao banho no rio.

A festa começa nas casas das famílias festeiras, uma tradição, onde se misturam cânticos religiosos, orações, histórias de fé em milagres operados pelo santo que, segundo a Bíblia, batizou Jesus Cristo no Rio Jordão, e "ingredientes" da cultura popular como fogueira, içamento do mastro, dança de quadrilhas juninas e fogos de artifício. Graças alcançadas – que aí simbolizam devoção e fé – são os motivos para dedicar festas a São João Batista ao longo de uma vida inteira.

Todas as celebrações incorporam figuras da crendice popular trazendo fogos de artifício que, pela tradição, têm no barulho o poder de espantar maus espíritos e acordar São João para a festa. O levantamento do mastro simboliza o desejo de fertilidade da terra, de boa colheita. O próprio Banho do Santo é carregado de simbolismo e lembra o batismo de Cristo.

No momento em que a imagem é banhada, a água do rio passa a ter poderes curativos e, por essa razão, os participantes molham os pés, o rosto e outras partes do corpo. Os fiéis e devotos, já carregando o andor, dão três voltas em torno da fogueira e do mastro erguido na frente da casa e seguem para o Porto Geral.

Neste ano, mais de 100 famílias (e entidades) corumbaenses estão com suas festas programadas para iniciar nas primeiras horas da noite desta quinta-feira (23). São tradições mantidas há mais de um século pelos antepassados e que se renova anualmente, com muito mais força e fé em São João Batista.

As festas são abertas. Reúnem familiares, amigos e até mesmo turistas que visitam a cidade nesta época. Neste ano, a Prefeitura de Corumbá cadastrou 90 famílias de festeiros que, ao lado de outras comunidades, preparam-se para este grande dia, culminando com a descida da Ladeira Cunha e Cruz, para banhar o santo nas águas do Rio Paraguai.

Programação

A festa começa com a Missa Solene em louvor a São João Batista, na Matriz de Nossa Senhora da Candelária, a partir das 19 horas. Também neste horário, abertura do arraial no Porto Geral com todos os atrativos de terça. Nesta noite, acontece a descida dos andores para o banho do santo nas águas do Rio Paraguai. O Andor Oficial da festa desce às 22h30. Haverá ainda o levantamento do Mastro, ao som da viola de cocho, e show pirotécnico à meia noite. Na animação, Nico e Lau. Já nas primeiras horas de sexta-feira, show a Noite dos Chamamezeiros, com Os Garotos, Maciel Correia, Marlon e Maciel. Grupo Renascer e Ramãozinho da Gaita, e Márcio Reis e Fabiano.