Drogas: Corumbá prepara documento para a Comissão da Câmara

A Prefeitura de Corumbá está elaborando um documento contendo sugestões sobre políticas de enfrentamento às drogas, para encaminhar à Comissão Especial da Câmara Federal, durante o primeiro Seminário Estadual do Enfrentamento às Drogas Ilícitas, que acontece nesta sexta-feira (01) e sábado (02), no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá. A iniciativa atende uma orientação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e está sendo tratada pelo secretário de Assistência Social e Cidadania, Haroldo Ribeiro Cavassa, e pelo subsecretário de Relações Institucionais, Lamartine Figueiredo Costa, com participação da Secretaria de Assistência Social de Ladário.

O assunto foi amplamente debatido esta semana, durante reuniões que contaram com as participações também de pessoas ligadas ao Centro de Atendimento Psicossocial – álcool e drogas (CAPSad), Programa Habilitar, e com a Associação de Pais e Amigos de Prevenção e Assistência aos Usuários de Drogas de Corumbá e Ladário (Aclaud). Lamartine explicou que a orientação do prefeito é, além de apoiar o evento, participar de forma ativa das discussões, no sentido de fornecer o máximo de subsídio possível à Comissão, contribuindo para a formulação do relatório final de Mato Grosso do Sul, que será levado ao seminário nacional.

O seminário vai promover um amplo debate sobre as drogas ilícitas (em especial os derivados da pasta base, como a cocaína, o crack e o oxi), envolvendo todas as instâncias da sociedade sul-mato-grossense neste grave problema que aflige a família brasileira. "Vamos envolver toda a sociedade nesta discussão. É importante que todos estejam cientes dos perigos destas drogas e contribuam para seu enfrentamento", afirmou o deputado federal Fábio Trad (PMDB – MS), coordenador da Comissão no Mato Grosso do Sul, auxiliado pelos também deputados federais Geraldo Rezende (PMDB – MS) e Luiz Henrique Mandetta (DEM – MS).

O Seminário contará com 5 eixos de debate: "Prevenção", "Acolhimento e Tratamento", "Reinserção Social", "Repressão ao Tráfico" e "Legislação". Cada eixo será composto por uma mesa e, após o término das atividades e debates, os componentes irão se reunir para formular o relatório final do eixo correspondente, tendo, portanto cada eixo o seu próprio relatório que irá compor o relatório final.

A programação prevê para sexta-feira, às 08 horas, recepção, credenciamento e entrega de material; 09 horas, palestra inaugural com o deputado federal Givaldo Carimbão; 09h30, palestra Eixo Prevenção; 10h20, apresentação de propostas; 10h45, debate; 11h45, perguntas da platéia; 12h30, intervalo para almoço; 14 horas, palestra sobre acolhimento e tratamento; 14h50, apresentação de propostas; 15h15, debate; 16 horas, perguntas da platéia; 16h15, palestra sobre reinserção social; 17h05, apresentação de propostas; 17h30, debate; 18h30, perguntas da plateia, e 19 horas, encerramento dos trabalhos do primeiro dia.

Para o dia 02 de julho, os trabalhos serão reiniciados às 07h30, com conferência e entrega de material. A primeira palestra do sábado será às 08 horas, sobre repressão ao tráfico; às 08h50, apresentação de propostas; 09h15, debate; 10 horas, perguntas da platéia; 10h15, palestra; 11h05, apresentação de propostas; 11h30, debate; 12h30, perguntas da platéia, e às 13 horas, leitura do relatório final.