Andor oficial da Prefeitura mantém tradição do Banho de São João

Mantendo a tradição dos últimos sete anos, o andor oficial da Prefeitura de Corumbá levou centenas de pessoas até a Prainha do Porto Geral, onde o grande homenageado da noite, São João, foi banhado pelos fiéis. Depois de repetir o gesto que simboliza o batismo de João Batista, a coroa e a bandeira do santo, guardadas pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e pelo deputado estadual Paulo Duarte (PT), seguiram até a frente do palco montado na ferradura do Porto. Ao som do cururu, ritmo típico do povo pantaneiro, o mastro foi erguido com a ajuda do senador Delcídio do Amaral (PT) e do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM).

Antes, o prefeito Ruiter, o deputado estadual Paulo Duarte e o federal Mandetta visitaram festeiros da cidade. A primeira casa foi a de Alfredo Ferraz, vencedor do Concurso de Andores promovido pela Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal. Muita festa, com apresentação de quadrilhas, comidas e bebidas tipicas, animaram os fiéis no local, onde a devoção ao santo é mantida a três gerações. "Essa tradição começou com meus avós, João Ferraz e Dalia Soarez, na década de 70. Depois foi meu pai quem assumiu a organização, que nos últimos 12 anos estão sob minha responsabilidade", disse Alfredo.

Do bairro Popular Velha, a comitiva seguiu para o Universitário. No Arraial de Nhá Concha, a reza do terço já estava sendo realizada pelos festeiros. "São 47 anos seguidos mantendo esta tradição", contou Reginalda Mendes Vera, 47 anos, conhecida como Reginalda Concha, filha de Conceição Braga Mendes, a dona Concha, falecida em 2002.

Desde esta época, o andor passou para as mãos de Regina Concha. Disse que não poderia deixar a festa ser interrompida. Motivo ela tem de sobra: graças à fé em São João, seu filho, Sandro Alexi, livrou-se de uma bronquite durante a infância. Hoje, ele integra as forças militares que integram a Missão de Paz da ONU no Haiti. "A fé em São João é tudo. Muitas vezes, próximo da festa, sem dinheiro, não sabemos como vamos fazer. Mas, de repente, as portas se abrem e a festa sai", confessa.

E a fé é tanta que sua irmã, Diva Mendes de Andrade, vem todo ano, com o esposo Epitácio de Andrade e filhos, para passar o São João em Corumbá. "Fazemos isto desde 1980. Estamos há 40 anos morando em São Paulo, mas na época da festa, a gente está aqui", diz Epitácio, cumprindo uma tradição de família. A família festeira desceu a Ladeira Cunha e Cruz para banhar a imagem do santo (o andor das crianças também acompanhou) já à meia noite. Foi ‘saudado' pelo show pirotécnico realizado pela Prefeitura. Neste mesmo instante, descia o andor de Luis Martins, empresário do ramo de turismo em Corumbá.

Do Arraiá de dona Concha, a comitiva do prefeito seguiu para a Casa de Cultura Luiz de Albuquerque (ILA), onde a festa estava sob comando dos humoristas Nico e Lau. A descida pela ladeira Cunha e Cruz foi iluminada pelas várias lanternas fabricadas na Fundação de Cultura e Turismo e animada pela banda de Música Manoel Florêncio.

Durante o trajeto, a cada encontro com outro andor, o cumprimento tradicional entre os santos foi repetido com muita alegria. Após cumprido todos os rituais como manda a traição, a festa seguiu noite a dentro, novamente com a presença dos humoristas mato-grossenses. O Arraial do Banho de São João continua na noite desta sexta-feira (24), quando acontece o segundo Encontro de Cururu e Siriri do Pantanal de Corumbá.