Saúde intensifica campanha de vacinação contra gripe na cidade

Com apenas 3.421 pessoas imunizadas, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá alerta a população sobre a importância da vacina contra a influenza para a saúde das crianças, gestantes, idosos, indígenas e também dos profissionais que trabalham diretamente com a comunidade, nos serviços de saúde. A campanha foi aberta no dia 25 de abril e vai até 13 de maio. O Dia D de Mobilização Nacional aconteceu no sábado, 30. Até o momento, apenas 23,15% do público-alvo, 14.774 pessoas, recebeu a dose da vacina que pode ser encontrada em sete unidades de saúde do município.

A vacina protege contra os três principais vírus que circularam no hemisfério Sul em 2010, entre eles o da influenza A (H1N1). O responsável pelo núcleo de imunização da Prefeitura, enfermeiro Wangley Bento de Campos, informa que a população deve procurar uma das sete unidades de saúde na área urbana para se imunizar contra a gripe. As doses estão disponíveis nas Unidades de Saúde Gastão de Oliveira, no Bairro Maria Leite; Fernando Moutinho, no Cristo Redentor; Breno de Medeiros, na Popular Nova; Paulo Maissato, na Nova Corumbá; São Bartolomeu, no Jardim dos Estados/João de Deus; Dom Bosco, no Dom Bosco, e Ladeira Cunha e Cruz, no centro.

A campanha está atendendo também moradores da zona rural e da região ribeirinha. Na zona rural a vacina está sendo aplicada pelas equipes da Estratégia de Saúde da Família, nas localidades do Taquaral, Paiolzinho, Tamarineiro, Jacadigo, Urucum, Maria Leite, Mato Grande, São Gabriel e o Distrito de Albuquerque. Já na região ribeirinha, a vacinação será em parceria com a Marinha do Brasil e também durante a ação Povo das Águas. Já na Aldeia Uberaba, onde vivem os guatós, os trabalhos serão em conjunto com a Fundação Nacional do Índio.

Wangley salienta que os pais ou responsáveis devem ficar atento em relação à imunização das crianças que acontece em duas etapas. "Em cada uma, a criança receberá meia dose e a segunda será aplicada 30 dias após a primeira", reforça. Até agora já foram imunizados 2.013 idosos, de um total de 8.367; 268 gestantes de 2.036; 746 crianças de 3.026; 388 trabalhadores em saúde de 1.194 pretendidos, e seis indígenas de um total de 160.