Saúde combate leishmaniose no Bairro Universitário, em Corumbá

Equipes da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá iniciam nesta quarta-feira (11), uma ação de combate à leishmaniose no Bairro Universitário. Os trabalhos serão centralizados no perímetro da Avenida Rio Branco até a Rua Batista das Neves, entre as alamedas Cidade Branca Adelina, na região do residencial Paiaguás, e seguem uma orientação do secretário Lauther Serra, após ser comunicado do surgimento de um caso pelos próprios familiares da paciente que se encontra internada.

A ação será realizada pela equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e agentes comunitários da Estratégia de Saúde da Família José Fragelli, com apoio da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos. "Será um trabalho de educação ambiental no combate à leishmaniose, centralizado nesta área específica, onde surgiu o caso", explicou a supervisora chefe do CCZ, bióloga sanitarista Grace Bastos. Conforme ela, ontem, agentes que integram a equipe de educação em saúde e agentes comunitários de saúde, realizaram um trabalho de orientação aos moradores, informando s obre a ação que vai até o dia 13, sexta-feira.

Serão desenvolvidos trabalhos educativos como sintomatologia da leishmaniose, vistoria de imóveis, orientação e agendamento de coleta de sangue canino para exame da doença, bem como captura de cães em casos positivos e orientação quanto aos animais não domiciliados para captura. Uma equipe da Seinfra vai acompanhar as visitas dos agentes de endemias e promover a retirada de matéria orgânica em decomposição, bem como restos de galhos e podas nos quintais das residências localizadas no perímetro. Todo material será recolhido em sacos de lixo, para posterior transporte.

"Vamos eliminar todo tipo de lixo ou entulho que possa servir de abrigo para os flebotomíneos, o mosquito palha transmissor da doença", observou Grace, ressaltando que a ação no Bairro Universitário faz parte das medidas adotadas pela Prefeitura de Corumbá para o combate à leishmaniose. A bióloga anunciou ainda que, esta mesma equipe, em junho, inicia o inquérito canino no Bairro Popular Velha e parte do Nossa Senhora de Fátima, também de combate à leishmaniose.