Orozimbo: Corumbá perde um dos pioneiros da pesca esportiva

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) lamentou profundamente o falecimento de Orozimbo Decenzo, ocorrido na manhã deste sábado (28), em Corumbá. "Foi uma grande perda para a cidade de Corumbá e para toda a região pantaneira. Ele, além de ter sido pioneiro do turismo da pesca em nossa cidade, foi um ferrenho defensor da prática do turismo de pesca sustentável, contribuindo de forma decisiva para a preservação dos rios que formam esta maior bacia alagável do planeta. Ele foi um exemplo para todos nós".

Orozimbo faleceu às 5 horas em sua residência, vítima de leucemia. Ele foi o pioneiro do turismo da pesca na região, inaugurando em 1972, o primeiro barco-hotel pantaneiro, permitindo que esta prática despontasse regionalmente, colocando Corumbá entre os principais destinos da modalidade na América do Sul, principalmente nas décadas de 80 e 90. "O Orozimbo foi também um grande defensor da piracema e da atividade do pesque e solte em nossa região. Foi uma pessoa que, em vida, contribuiu muito para a consolidação do turismo da pesca, hoje, uma das nossas maiores economias", comentou o prefeito.

Pelos relevantes serviços prestados à sociedade corumbaense, o prefeito Ruiter Cunha prestou-lhe uma homenagem em 18 de setembro de 2009, durante a inauguração do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), no alto do morro São Felipe, onde está edificada a estátua do Cristo Rei do Pantanal, construída pela artista plástica Izulina Xavier, também homenageada. Por motivos de saúde, ele foi representado pela sua filha, a turismóloga Patrícia Decenzo. "O Orozimbo sempre falou com muita propriedade de algumas coisas que poderiam acontecer na planície pantaneira e que hoje, corremos para tentar manter viva toda esta beleza que é nossa fauna e flora", já dizia o prefeito na época, ao se referir a "Zimbo", como também era conhecido.

Adotado pelo Pantanal

Orozimbo Decenzo nasceu em São Paulo mas morou grande parte da sua vida em Corumbá. Foi adotado pelo Pantanal. Ele próprio se considerada um autêntico pantaneiro, com mais de 40 anos dominando o Rio Paraguai e seus afluentes com suas embarcações, conhecendo seus mistérios e segredos, suas manhas e seus paraísos ocultos. Foi um manifestante ativo contra a depredação indiscriminada do Pantanal e do assoreamento do Rio Taquari, alertando sobre este grave problema que hoje aflige o Pantanal e a comunidade ecológica antes mesmo do desastre acontecer. Seu trabalho também foi reconhecido em janeiro de 1995 , quando recebeu o prêmio "Troféu Internacional – La Promocion Turistica" em Madri, na Espanha.

O velório de Orozimbo Decenzo acontece na capela Cristo Rei, situada na Rua Major Gama, esquina com a 13 de Junho, centro de Corumbá. O sepultamento está programado para às 16h30 no Cemitério Santa Cruz.