Corumbá homenageia Abdias e renova luta por igualdade racial

Um dos municípios com maiores avanços na adoção de políticas públicas e na mobilização contra as diversas formas de preconceito, Corumbá prestou na sexta-feira passada, 27, uma homenagem póstuma ao ativista e ex-senador Abdias Nascimento, que morreu na quarta-feira, 25, aos 93 anos. A reverência a um dos mais respeitados ativistas contra o preconceito em todo o mundo foi adotada também como forma de renovar as lutas e ampliar as conquistas na agenda da igualdade racial que vêm sendo implementadas no Município, tendo como indutor o governo do prefeito Ruiter Cunha (PT).

A homenagem a Abdias – na Academia de Capoeira Cordão de Ouro, no Bairro Universitário – foi organizada em parceria por diversas entidades, entre as quais a Gerência Municipal de Promoção da Igualdade Racial e a Coordenação das Entidades Negras da Região Centro-Oeste (Conen-MS), com participação de dezenas de organizações populares como o Instituto Made Kore Odara do Pantanal, Comunidade Vó Veia, Associação Comunitária de Cultura e Esporte, Acorema (Associação das Comunidades Religiosas de Matriz Africa de Corumbá e Região do Pantanal), Comunidade Quilombola Ribeirinha Família Ósório e o Movimento Negro.

Importância

Segundo Edmir Abelha Moraes, membro do Conen em Mato Grosso do Sul, a importância das manifestações contra o preconceito é cada vez maior. "Vivemos um momento de extremo desafio no contexto da convivência humana e da superação dos preconceitos. Por isso é fundamental somar o engajamento da sociedade e as políticas públicas de afirmação da igualdade", considera.

Para Abelha Moraes, é a combinação entre a participação popular e as políticas afirmativas da administração do prefeito Ruiter que faz de Corumbá uma das referências nacionais na busca de igualdade e de respeito na convivência entre todas as pessoas. Esta foi também a tônia da recente manifestação realizada no Dia da Abolição da Escravatura (13 de Maio), coordenada pela Prefeitura, por meio da Gerência Promoção da Igualdade Racial, em parceria com a Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal e Secretaria Municipal de Educação. Apresentações culturais e outras atividades lembraram a data que marca a libertação dos escravos e reforçaram o apelo para a mobilização da sociedade contra a discriminação em todos os níveis.