Prefeitura viabiliza atendimento odontológico a PNEs em Corumbá

Um convênio entre a Prefeitura de Corumbá e o Hospital de Caridade possibilitou o aperfeiçoamento do atendimento odontológico aos portadores de necessidades especiais (PNEs) oferecido pela rede pública de saúde. Cirurgias e procedimentos que antes eram feitos apenas em Campo Grande hoje são executados na própria cidade. "Atendemos pacientes com deficiência mental severa, altistas, portadores da síndrome de down ou de paralisia cerebral, que antes passam por uma triagem feita no CEMADJ (Centro Multiprofissional de Atendimento e Desenvolvimento Infanto Juvenil), no CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) ou na Apae", explicou o gerente de Saúde Bucal da Prefeitura, Zacaria Yahya Mohamad Omar.

Para chegar à mesa cirúrgica, os pacientes passam por uma série de procedimentos até receber uma anestesia geral. Esta é a única forma de garantir que eles não se movimentem durante o tratamento. "Desde dezembro, fizemos quatro cirurgias e outros 25 pacientes já estão agendados", disse o dentista Wagner Massaruhá, especialista no atendimento a PNEs. Segundo ele, a qualidade de vida dos pacientes após a intervenção odontológica melhora sensivelmente.

"Geralmente estas pessoas chegam lá com uma saúde bucal muito debilitada. Depois dos procedimentos, eles se alimentam e se expressam melhor, o que acaba refletindo em todas as outras áreas", comentou. Em Corumbá existem cerca de 4 mil portadores de necessidades especiais, sendo que a grande maioria apresenta algum tipo de deficiência grave na boca. "Por isso os agentes de saúde também fazem este trabalho de triagem, orientando e encaminhando as pessoas até uma de nossas unidades especializados", completou Zacaria.

Saúde Bucal

Atualmente, as práticas odontológicas no SUS vêm promovendo uma maior integração em geral, a partir da conjugação de saberes e práticas que apontem para a promoção e vigilância em saúde. As diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal se direcionam para a reorganização de atenção em saúde bucal, englobando todos os níveis de atenção e buscando o desenvolvimento de ações entre diversos segmentos setoriais, tendo o conceito do cuidado como eixo de reorientação do modelo, estabelecendo uma saúde não centrada somente na assistência aos indivíduos com a doença já instalada, mas sobretudo na promoção, prevenção e boa qualidade de vida, intervindo nos fatores que colocam a saúde em risco.

Durante todo o ano passado, as atividades desenvolvidas pela equipe de Saúde Bucal em Corumbá foram: esenvolvimento da cartilha para capacitação de Agentes Comunitários de Saúde; 1° Encontro dos coordenadores estaduais de saúde bucal no pantanal; Atividades educativas e preventivas escolares, com participação especial no Programa de Saúde na Escola (PSE), parceria com programa Saúde da Adolescente – palestras, escovações supervisionadas e aplicação de bochecho fluorado; 1° Congresso Odontológico do Pantanal, com 450 participantes; Intensificação das atividades de prevenção e diagnóstico precoce do Câncer Bucal; Parcerias da Saúde Bucal com Moinho Cultural, Senac, Sesi, Marinha, Exército, Secretaria de Saúde de Ladário.

Nesta área, o Município ainda ofereceu o atendimento hospitalar na área Buco-maxilo-facial, fortalecendo o Sistema de Referência e Contra-referência; atendimento a comunidade indígena e Ribeirinha com serviços de saúde bucal, realizando atividades de preventivas e diagnósticas; execução do projeto S B Brasil com o levantamento epidemiológico que retrate a situação do município de Corumbá; realização de aproximadamente 80.000 atividades de escovação supervisionada pela equipe de Saúde Bucal que atua na Atenção Básica; implantação do atendimento odontológico hospitalar dos pacientes especiais; atendimento odontológico à saúde do trabalhador; ampliação do atendimento especializado odontopediátrico; atendimento odontológico existente em unidades e recintos desprovidos de consultórios odontológicos.