Corumbá quer vacinar 14,7 mil contra gripe a partir de segunda

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será aberta na próxima segunda-feira (25) e a meta da Prefeitura de Corumbá é imunizar 14.782 pessoas até o dia 13 de maio. Os trabalhos serão desenvolvidos pela Secretaria de Saúde, e acontecerá nas unidades de saúde da área urbana e rural. Para o Dia de Mobilização Nacional, em 30 de abril, a vacina estará disponibilizada em oito unidades de saúde, localizadas em pontos estratégicos da cidade.

Para este ano, a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, vai atender também crianças entre seis meses e menos de dois anos, gestantes e profissionais da saúde. Antes, as doses das vacinas contra a gripe eram disponibilizadas somente para idosos com 60 anos para cima e população indígena. As vacinas protegem contra os três principais vírus da gripe que circulam no hemisfério sul, inclusive a Influenza A (H1N1), mais conhecida como gripe suína.

O responsável pelo núcleo de imunização da Prefeitura, enfermeiro Wangley Bento de Campos, salienta que a aplicação da vacina em outros grupos da população se deve a estudos epidemiológicos e observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente o vírus da influenza, realizados pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações.

Ele lembra que as crianças serão vacinadas em duas etapas, meia dose em cada. Para receber a segunda, os pais deverão levar seus filhos aos postos 30 dias após receber a primeira dose. A imunização é importante, principalmente levando-se em conta que a vacina tem contribuído para a prevenção da gripe e suas complicações, além de causar um impacto considerável na redução das internações hospitalares, óbitos e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias.

As complicações da influenza (pneumonias bacterianas ou agravamento de doenças crônicas já existentes, como diabetes e hipertensão) são mais comuns nesses grupos – idosos e crianças com idade entre seis meses e dois anos, além das gestantes, que também são muito vulneráveis. Neste caso, a principal forma de prevenção é a vacinação.

Postos de vacinação

Para o dia D, em 30 de abril, a vacina estará disponíveis nas Unidades de Saúde Gastão de Oliveira, no Bairro Maria Leite; Fernando Moutinho, no Cristo Redentor; Breno de Medeiros, na Popular Nova; Paulo Maissato, na Nova Corumbá; São Bartolomeu, no Jardim dos Estados; Dom Bosco, no Dom Bosco; Ladeira Cunha e Cruz, no centro, e Kadwéus, no bairro Kadwéus. Wangley informa também que, neste dia, a vacinação acontece no período das 7 às 12 horas, exceto nas duas unidades de pronto atendimento, Fernando Moutinho e Paulo Maissato, e na Ladeira Cunha e Cruz, que será até às 17 horas. Estarão atuando no dia, 150 profissionais da área de saúde.