Corumbá inicia dia 3 campanha de combate à exploração infantil

A cidade de Corumbá abre no dia 03 de maio, próxima terça-feira, a Campanha Municipal de Combate e Enfrentamento à Violência e ao Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes. Os trabalhos estão a cargo da Prefeitura e serão desenvolvidos durante o mês de maio, sob coordenação da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, com apoio de parceiros. Este ano, a iniciativa vai envolver alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino, bem como a comunidade corumbaense.

A campanha, conforme informou o secretário de Assistência Social, Haroldo Ribeiro Cavassa, será realizada em conjunto com as secretarias Especial de Integração das Políticas Sociais, Saúde e Educação; Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat); Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal; Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude (DAIJ); Conselhos Municipais de Assistência Social, da Criança e do Adolescente, da Mulher e Tutelar; Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Programa Medidas Socioeducativas; Comissão Municipal de Enfrentamento a Violência de Crianças e Adolescentes (PAIR); Albergue, e das Casas de Acolhimento.

A iniciativa visa envolver toda a comunidade estudantil e a comunidade corumbaense, no sentido de realizar um amplo debate em torno do assunto. O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes acontece em 18 de maio e, durante o mês, está programada uma intensa agenda, para discutir amplamente o tema, no sentido de construir políticas públicas para enfrentamento do problema e buscando soluções.

A programação está a cargo da gerência de Programas e Projetos Sociais da Secretaria. Segundo a responsável pela área, Adelma Maria Pinto Galeano, a abertura da campanha será dia 03, às 13h30, no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez. "Além da abertura, teremos uma série de palestras nas escolas das redes municipal, estadual e particular, sobre o tema, ministradas por integrantes das equipes técnicas da secretaria, do CRAS e do CREAS, como forma de envolver os alunos sobre a questão", comenta.

As palestras estão marcadas para o período de 04 e 06 de maio, sempre a partir das 8 horas. Os estudantes vão participar ainda de um concurso de frases, previsto para os dias 09 e 10, com apoio da Secretaria de Educação. Para o dia 16 de maio está prevista distribuição de panfletos nas áreas de atuação das equipes dos CRAS, das Estratégias de Saúde da Família, bem como na fronteira com a Bolívia e na entrada da cidade, com apoio da Secretaria de Saúde.

Durante a campanha haverá também distribuição de faixas e cartazes nos ônibus, hotéis, barcos e pontos estratégicos com grande fluxo de pessoas, com apoio AGETRAT e Fundação de Cultura e Turismo; adesivagem na parte central da cidade no dia 17, a cargo das equipes da secretaria, CRAS e CREAS, com apoio dos conselhos municipais de Assistência Social, Direitos das Crianças e Adolescentes, da Mulher e da Agetrat.

Já no dia 18 de maio, quando se celebra a data, está programada uma passeata pelas ruas centrais da cidade, com encerramento na Praça da Independência, onde acontece a divulgação dos vencedores do concurso de frases. "Será o encerramento de uma etapa da campanha. É bom ressaltar que o combate e o enfrentamento fazem parte do dever de todos nós em defesa da vida", explicou Adelma.

Segundo Haroldo Cavassa, a campanha faz parte das metas estabelecidas pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que visa a intensificação da integração e articulação entre a Política Pública de Assistência Social com as demais Políticas Setoriais e com a Sociedade para que, com financiamento adequado, "proporcionar melhor atendimento dos serviços e programas aos grupos conforme suas necessidades e a situação de vulnerabilidade e risco em que se encontram".

Ressalta também que, além dos vários serviços de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, desenvolvidos no CREAS e nos CRAS, a secretaria, preocupada em garantir os direitos fundamentais da criança e do adolescente, nas suas integridades físicas, emocionais, morais e sociais, elaborou esta intensa programação como forma de enfrentar e combater a violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em toda a região de Corumbá.