Comitê de Fronteira será reativado para combater criminalidade

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) participa nesta sexta-feira (29), da instalação do Gabinete de Gestão Integrada Aliança- Pólo Corumbá/Ladário, que contará com as presenças do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O ato é a continuidade dos trabalhos realizados no final de março, na Bolívia, e é o passo inicial para reativação do Comitê de Fronteira Corumbá (MS) e Puerto Suárez (Bolívia), que vai permitir intensificação das políticas públicas de enfrentamento aos crimes na faixa de fronteira, além de fortalecer a integração entre os dois países.

A instalação do Gabinete está marcada para às 9 horas, no Sindicato Rural de Corumbá, com as presenças também do governador André Puccinelli (PMDB), e do prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT). Na pauta, a criação do organismo, posse dos membros, apresentação de propostas de Regimento Interno do Gabinete, apresentação de propostas de Curso de Gestão de Atividades de Segurança e Fronteira, além da proposta de realização de uma Operação Combinada.

O encontro vai reunir ainda autoridades federais e estaduais da segurança pública, integrantes do executivo de Puerto Suárez, membros Ministério Público e do Judiciário, Receita Federal, representantes do Exército, Marinha, Aeronáutica e das forças de segurança da Bolívia. Nesta quinta-feira, o ministro da Justiça e a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, lançaram o primeiro Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-F) do país, em Foz do Iguaçu (PR). O objetivo dos GGI-F é enfrentar de forma articulada o crime organizado nos onze estados que fazem divisa com outros países.

No final de março, o ministro participou da VII Comissão Mista Brasil-Bolívia sobre Drogas e Temas Conexos em La Paz, Bolívia. Na ocasião, foram firmados compromissos entre os dois países sul-americanos para o combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado. Ele esteve também em Puerto Suárez e se encontrou com autoridades locais, entre elas o prefeito Ruiter Cunha, quando o assunto foi amplamente abordado.

Entre os acordos, destaca-se a cooperação em segurança, que prevê capacitação de policiais que atuam na fronteira Brasil-Bolívia. Durante a reunião, o ministro Cardozo se comprometeu a compartilhar com o governo boliviano a tecnologia dos Laboratórios de Lavagem de Dinheiro (LAB-LD). Na época, durante a reunião, que aconteceu no Ministério das Relações Exteriores da Bolívia, ficou agendada a volta da delegação brasileira ao país nesta sexta-feira. Na pauta, a reativação do Comitê de Fronteira Corumbá (MS)/Puerto Suarez (Bolívia).