Campanha combate abuso e exploração de crianças e adolescentes

Corumbá abre no dia 03 de maio, a Campanha Municipal de Combate e Enfrentamento à Violência e ao Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes, que será desenvolvida durante o mês com uma série de atividades na região. A realização está a cargo da Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, com apoio de parceiros e vai envolver alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino, como também toda a comunidade corumbaense.

A campanha foi apresentada em reunião na Secretaria de Assistência Social com as presenças de representantes das secretarias Especial de Integração das Políticas Sociais, Saúde e Educação; Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat); Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal; Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude (DAIJ); Conselhos Municipais de Assistência Social, da Criança e do Adolescente, da Mulher e Tutelar; Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Programa Medidas Socioeducativas; Comissão Municipal de Enfrentamento a Violência de Crianças e Adolescentes (PAIR); Albergue, e das Casas de Acolhimento.

Conforme a gerente de Programas e Projetos Sociais da Secretaria, Adelma Maria Pinto Galeano, a iniciativa visa envolver toda a comunidade estudantil e a comunidade corumbaense, no sentido de realizar um amplo debate em torno do assunto. "O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes acontece em 18 de maio e, durante o mês, vamos realizar uma intensa programação, para discutir amplamente o tema, no sentido de construirmos políticas públicas para enfrentarmos o problema, buscando soluções", disse Adelma. Ela lembra que a aberta da campanha será dia 03, às 13h30, no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá Miguel Gómez.

"Teremos uma série de palestras nas escolas das redes municipal, estadual e particular, sobre o tema, ministradas por integrantes das equipes técnicas da secretaria, do CRAS e do CREAS, como forma de envolver os alunos sobre a questão", comenta Adelma. Estas atividades acontecem entre os dias 04 e 06 de maio, sempre a partir das 8 horas. Os estudantes vão participar ainda de um concurso de frases, previsto para os dias 09 e 10, com apoio da Secretaria de Educação.

Para o dia 16 de maio está prevista distribuição de panfletos nas áreas de atuação das equipes dos CRAS, das Estratégias de Saúde da Família, bem como na fronteira com a Bolívia e na entrada da cidade, com apoio da Secretaria de Saúde. Durante a campanha haverá também distribuição de faixas e cartazes nos ônibus, hotéis, barcos e pontos estratégicos com grande fluxo de pessoas, com apoio AGETRAT e Fundação de Cultura e Turismo; adesivagem na parte central da cidade no dia 17, a cargo das equipes da secretaria, CRAS e CREAS, com apoio dos conselhos municipais de Assistência Social, Direitos das Crianças e Adolescentes, da Mulher e da Agetrat.

Já no dia 18 de maio, quando se celebra a data, está programada uma passeata pelas ruas centrais da cidade, com encerramento na Praça da Independência, onde acontece a divulgação dos vencedores do concurso de frases. "Será o encerramento de uma etapa da campanha. É bom ressaltar que o combate e o enfrentamento fazem parte do dever de todos nós em defesa da vida", explicou Adelma.

Intensificação

O secretário Haroldo Ribeiro Cavassa salienta que a campanha faz parte das metas estabelecidas pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que visa a intensificação da integração e articulação entre a Política Pública de Assistência Social com as demais Políticas Setoriais e com a Sociedade para que, com financiamento adequado, "proporcionar melhor atendimento dos serviços e programas aos grupos conforme suas necessidades e a situação de vulnerabilidade e risco em que se encontram".

Ressalta também que, além dos vários serviços de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, desenvolvidos no CREAS e nos CRAS, a secretaria, preocupada em garantir os direitos fundamentais da criança e do adolescente, nas suas integridades físicas, emocionais, morais e sociais, elaborou esta intensa programação como forma de enfrentar e combater a violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em toda a região de Corumbá.