Ruiter anuncia a recuperação de pavimento danificado por esgoto

Logo após o carnaval, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) retorna a Brasília (DF) para buscar, no Ministério das Cidades, a inclusão de mais projetos de Corumbá na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Um deles está relacionado à recuperação do pavimento da cidade, no valor de R$ 8 milhões, já cadastrado no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (SICONV). A audiência está sendo viabilizada pelo senador Delcídio do Amaral (PT), juntamente com outros integrantes da bancada federal sul-mato-grossense.

O prefeito informou que o recurso será destinado especificamente para a recuperação do pavimento de ruas bastante prejudicadas pelas obras de esgotamento sanitário, que acabaram sofrendo maior dano ainda durante as últimas chuvas. Ruiter deixou bem claro que estas obras, de esgoto, são importantes para a região, principalmente para a saúde da população, beneficiando também o meio ambiente. Seu questionamento está justamente com a recuperação do pavimento após a realização do trabalho, que não está ocorrendo como deveria, causando transtornos à população.

Ruiter Cunha anunciou que o primeiro passo será "recuperar a cidade. Não vou esperar a discussão na justiça para ver quem está com a razão. A população merece respeito, carinho do Poder Público", disse o prefeito, fazendo uma referência às condições em que as empresas contratadas pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) estão deixando a cidade. Ele lembrou que quem pagará pelos serviços será o próprio "Poder Público, a população que mantém seus impostos em dia, é isso que as pessoas precisam entender", continuou, enfatizando que "as responsabilidades devem ser apuradas, para se saber quem fez o serviço, quem é que motivou que várias dessas situações acontecessem.

O projeto foi encaminhado em 2010 para o Governo Federal. A intenção da Prefeitura era incluí-lo no PAC 2. "Isto não aconteceu. Vamos tentar sensibilizar o Governo a liberar estes recursos bem como os R$ 30 milhões de outro grande projeto", comentou Ruiter, lembrando que já houve um grande avanço nas audiências mantidas na última quarta-feira, nos Ministérios da Integração Nacional e de Relações Institucionais.