Prefeitura executa serviços emergenciais para recuperar o Cravo

Região bastante afetada pelas últimas chuvas, o Cravo Vermelho está sendo atendido por uma ação emergencial do Prefeito Presente, idealizado pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) para minimizar os problemas dos moradores dos três conjuntos, I, II e III. Além dos serviços nas áreas de saúde e assistência social, o Poder Executivo está executando obras de drenagem e recuperação das ruas que ficaram instransitáveis.

O trabalho está sendo realizado pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos para facilitar o escoamento da água e recuperação das principais vias de acesso aos Cravos II e III. "São obras emergenciais para facilitar o tráfego de veículos e pedestres pelas ruas Maranhão e Sete de Setembro", explicou o secretário Ricardo Ametlla. Segundo ele, a drenagem está sendo por meio de implantação de manilhas e abertura de canais, para escoar a água que desce da região de morraria, onde antigamente existia um lixão.

Ametlla informou que além da água de chuva, há também minadouros, e tudo isto contribuiu para inundação de residências e destruição de ruas e alamedas. "Com apoio da Defesa Civil estamos retirando a água dessas residências, com ajuda de uma bomba de sucção", explicou. Os serviços foram acompanhados pelo prefeito Ruiter Cunha que, durante toda manhã, conversou bastante com os moradores e anunciou investimentos em obras na região. As obras foram iniciadas na quinta-feira e a orientação do chefe do executivo corumbaense e permanecer na região até conclusão dos ser viços emergenciais.

O vereador Marcelo Iunes (PMDB) presenciou os trabalhos e elogiou a ação imediata desenvolvida pela Prefeitura, para minimizar os problemas no Cravo Vermelho. Elogiou a atitude do prefeito Ruiter de comandar "pessoalmente os serviços, conversando com a população para saber o que ela realmente precisa. É um trabalho importante e a gente observa que o prefeito está procurando solucionar os problemas dos bairros, priorizando as necessidades mais urgentes", destacou.

Maria Vicência Rosa, 48 anos moradora no Cravo III, destacou que as obras emergenciais já estão facilitando acesso ao conjunto. "Coisa da natureza não é brincadeira. O importante é que a Prefeitura está resolvendo para que possamos transitar com maior segurança", disse, lembrando que chegou a ficar ilhada em sua casa. Onália da Silva Souza, 46 anos, dona de casa, era outra moradora otimista. Sua casa, na esquina das ruas Minas Gerais com a Major Gama, no Cravo I, ficou alagada. "A água desceu direto e inundou tudo. Felizmente a Prefeitura veio e está recuperando tudo que foi danificado pela chuva", afirmou.