Prefeitura busca fino do minério para recuperar as ruas da cidade

Com dificuldades para encontrar material de base para a recuperação emergencial das principais vias da cidade, com e sem pavimento asfáltico, a Prefeitura de Corumbá está buscando alternativas para manter os serviços em ritmo acelerado. Entre elas, está um produto chamado fino do minério (subproduto do minério de ferro). O objetivo é cumprir um prazo estabelecido em cronograma de 90 dias para restabelecimento das condições de trafegabilidade das ruas do perímetro urbano. Os serviços emergenciais foram intensificados nas últimas semanas, após período intenso de chuvas, atendendo também ruas sem pavimento asfáltico, principalmente as linhas de ônibus, bastante danificadas devido à grande densidade pluviométrica registrada em Corumbá neste ano.

Nesta quinta-feira (24), o secretário municipal de Infraestrutura, Habitação de Serviços Urbanos, Ricardo Campos Ametlla, informou que a maior dificuldade em manter os trabalhos em ritmo acelerado é a falta do material conhecido como rachão de pedra calcária. "Trata-se de um material específico para recuperar ruas danificadas pelo excesso de água e com minadouros. Precisamos de pedra para trabalhar nestas regiões e, como estão escassas, estamos buscando alternativas. Portanto, atendendo a uma orientação do prefeito Ruiter (Cunha de Oliveira – PT), iniciamos entendimentos com a mineradora Vale, já que o fino do minério é a solução para o problema de falta de material", destacou.

O secretário explicou ainda que o fino do minério, ao ser misturado a outro tipo de material, servirá de base para recuperar ruas de regiões como o Cravo Vermelho, Aeroporto e outras vias que são utilizadas como linhas de ônibus e que precisam de material mais reforçado, para solucionar problemas causados pelo excesso de chuvas. "A demanda é grande e este material vai auxiliar também na recuperação de ruas pavimentadas e com grande densidade de tráfego", explicou.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura está executando serviços de recuperação das ruas pavimentadas com lajotas sextavadas e paralelepípedo, principalmente na área central. "São vias que também sofreram danos e a restauração está sendo intensificada, para que possamos dar maior tranquilidade aos motoristas que utilizam estas vias", afirmou, referindo-se particularmente às ruas Delamare, 13 de Junho, Dom Aquino, Setembro, Major Gama, Firmo de Matos, entre outras. As rotatórias também estão incluídas no cronograma.