Chuva impede reparo de estradas rurais e aulas seguem suspensas

As aulas em três escolas municipais localizadas nos assentamentos Taquaral, Paiolzinho e Tamarineiro somente retornarão quando as estradas de acesso oferecerem condições para que os alunos sejam transportados em segurança. A decisão é da Secretaria Municipal de Educação e dos diretores das escolas municipais rurais Monte Azul, Paiolzinho e Eutrópia Gomes, após as chuvas permanecerem constantes na região. O ano letivo deveria retornar nesta quinta-feira (10), porém o reinício ficou impossibilitado devido à dificuldade de locomoção das equipes de reparos e o grande fluxo de água.

Até o momento, são 18 dias sem aulas nestas três unidades educacionais, porém, o secretário municipal de Educação, Hélio de Lima, afirma que o período não trará prejuízos ao aprendizado dos alunos. "O cronograma já está programado. Os estudantes terão aulas aos sábados, feriados, além de aulas programadas e atividades para serem desenvolvidas em casa", explicou. A equipe técnica da Prefeitura de Corumbá estuda utilizar os períodos de uma semana nas férias de julho e estender o ano letivo naquelas unidades até o dia 16 de dezembro.

Assim como em toda a Rede Municipal de Ensino (Reme), as escolas localizadas nos assentamentos Taquaral, Paiolzinho e Tamarineiro, respectivamente, iniciaram o ano letivo de 2011 no dia 04 de fevereiro. Após uma semana, as aulas tiveram que ser interrompidas por causa dos estragos provocados pela chuva nos trechos das linhas de ônibus que levam os estudantes até as unidades de ensino. Na Escola Municipal Rural Polo Carlos Cárcano e na Escola Municipal Rural Polo Porto Esperança, as aulas continuam normalmente.

Equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos levantaram os pontos críticos das principais vias de acesso aos assentamentos rurais do município para realizar serviços emergenciais, especialmente nas linhas de ônibus. Os reparos devem começar no primeiro período de estiagem.