Prefeitura reassenta última família de área do bairro Cervejaria

Equipes da Prefeitura de Corumbá realizaram nesta terça-feira (22) o reassentamento da última família residente na área interditada pela Defesa Civil na região do bairro Cervejaria. A diarista Andréia Gomes da Silva foi levada – junto com a filha e o marido – para o conjunto habitacional Ana de Fátima Brites Moreira, construído no bairro Guatós com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e contrapartida do Município.

"A mudança dela só aconteceu agora porque ela estava trabalhando com o marido em uma fazenda, onde ficaram ilhados por todo este período devido as fortes chuvas", explicou a assistente social Luciane Andreatta de Castro, responsável técnica social do PAC. As cinco famílias da Alameda Boa Esperança que tiveram suas casas afetadas pelo deslizamento de terra ocorrido no início do mês foram reassentadas nas novas residências.

Todas residiam em imóveis erguidos nas encostas dos morros localizados na região ribeirinha e que foram interditados pela Gerência Municipal de Ações de Defesa Civil. "Para atender estas cinco famílias, fizemos um remanejamento, tirando cinco famílias que estavam incluídas nesta etapa, passando-as para a segunda fase", continuou Luciane Andreatta. Além de Andréia da Silva, também foram reassentadas as famílias de Beatriz de Oliveira Souza, Laura Patrício Pereira, Maria Raimunda Vieira e de Sandra Mary de Arruda.

Para facilitar a adaptação e respeitar os laços de afinidade formados ao longo dos vários anos de convivência, as famílias são colocadas próximas de seus antigos vizinhos. No caso de Andréia, que é nora de Maria Raimunda e morava no mesmo terreno da sogra, ela ocupou a casa número 11 da quadra 56. Dona Maria está na casa ao lado, número 12.