Prefeitura capacita ambulantes que vão trabalhar no Carnaval 2011

Começou nesta segunda-feira (7) a capacitação das 490 pessoas que desejam comercializar comidas e bebidas durante o Carnaval 2011 de Corumbá. As aulas seguem até a próxima quarta-feira (9) e são realizadas no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez, nos turnos matutino, vespertino e noturno. A iniciativa visa qualificar os vendedores fixos e ambulantes que vão trabalhar na Praça de Alimentação nos dias de folia. A capacitação trata das noções sobre manipulação higiênica de alimentos, informações turísticas e sobre o patrimônio histórico local.

A iniciativa é da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal de Corumbá, por meio da Superintendência de Turismo, com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, e Vigilância Sanitária e Fundação de Meio Ambiente, e ainda do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O curso está atendendo três turmas, com 20 horas/aula sobre os temas: Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA); manipulação higiênica de alimentos; contaminantes alimentares; educação patrimonial; atendimento ao cliente; princípios éticos e morais; apresentação pessoal; estratégias de criatividade para aumentar as vendas; e informações turísticas.

Para a autônoma Wilsane de Oliveira Celesque Guimarães, o encontro é uma oportunidade de aprimorar os conhecimentos, ressaltando que todos os ambulantes precisam dar sua contribuição. "Participo do curso desde o ano passado e passei a tomar mais cuidado na hora de manipular os alimentos, comprei luvas e toucas, comecei a usar sapatos fechados. Infelizmente, vemos pessoas que não tomam essas precauções. Espero que este curso auxilie no sentindo de conscientizar os ambulantes e vendedores sobre a importância da higiene e do cuidado com os alimentos", disse.

Ao final do curso, será expedido um certificado para quem tiver frequentado pelo menos 80% das aulas. De acordo com o Superintendente de Turismo, Rodolfo Assef, serão disponibilizadas 60 barracas para a praça de alimentação e a expectativa é de que 300 ambulantes comercializem comidas e bebidas durante os dias de carnaval. O sorteio das barracas e espaços para os ambulantes está previsto para o dia 24 de fevereiro.

Bisnagas

Um dos pontos mais focados pelos palestrantes é o armazenamento de condimentos, como catchup, maionese e mostarda, em embalagens plásticas, popularmente chamadas de bisnagas. De acordo com o veterinário Hélvio de Barros Junqueira, chefe do setor de Vigilância Sanitária da Prefeitura, como o recipiente acaba sendo utilizado por várias pessoas, há risco alto de contaminações. "O comerciante não pode ofertar o alimento dentro das bisnagas, para isso existe os sachês, que não oferecem tanta possibilidade de infecções por agentes bacterianos. Outra questão que o consumidor precisa se atentar é sobre o tempo que o produto está dentro daquele recipiente", alertou.

A Vigilância Sanitária vai fiscalizar o cumprimento das normas de higiene e manipulação dos alimentos e bebidas ofertadas durante os dias de Carnaval, que será realizado nos dias 2 a 9 de fevereiro em Corumbá. "Teremos dois técnicos acompanhando e fiscalizando a praça de alimentação. Estudamos com a organização do evento uma forma de punir quem não estiver seguindo o que foi passado durante o treinamento, mas esperamos não precisar", frisou Hélvio.