Escolas do campo recebem projeto “Aprendendo com a Natureza”

Coordenadores e professores de 1º a 5º séries do ensino fundamental das Escolas do Campo de Corumbá recebem durante toda esta quinta-feira (24) uma formação continuada para a implantação do projeto "Aprendendo com a Natureza", que oferece educação ambiental aos estudantes. A iniciativa é da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro) em parceria com a Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

A formação continuada visa capacitar os profissionais da educação sobre como utilizar o material didático doado pelo projeto. Foram distribuídas 30 apostilas paras os professores e 305 aos alunos. "O conteúdo trata de questões sobre conscientização ambiental e descarte correto de embalagens de agrotóxico em linguagem simples, de fácil entendimento e que busca construir o conhecimento através da realidade dos estudantes da 5º série de assentamentos e zonas rurais de Corumbá", explicou o técnico da área de ensino do Fundacentro-MS, José Carlos Pesente.

Produzida exclusivamente para o meio rural, a apostila procura oferecer educação ambiental para diminuir futuramente os possíveis impactos ambientais causados pelo mau uso do solo, como erosões e contaminação de lençóis freáticos pelo descarte incorreto das embalagens de agrotóxico. "Pesquisas revelam que se o agricultor tivesse informações sobre preservação ambiental desde cedo não teria degradado tanto. Por isso, o projeto é voltado às crianças, para que no futuro não cometam os mesmo erros das gerações passadas", explicou Marcello Naglis Barbosa, chefe do escritório regional do Fundacentro em Mato Grosso do Sul, órgão ligado ao Ministério do Trabalho, do Governo Federal.

Os assuntos da apostila poderão ser utilizados no desenvolvimento da disciplina de ciências e integrados aos conteúdos de língua portuguesa, matemática, estudos sociais, educação física e educação artística. O projeto já começa a ser implantando este ano e é dividido em três etapas. A primeira compreende a formação continuada dos profissionais da educação. No fim do primeiro semestre haverá uma avaliação sobre os avanços conquistados. A culminância será no fim do ano letivo, quando será realizado um encontro entre os alunos das seis escolas rurais de Corumbá, que apresentarão seus trabalhos desenvolvidos ao longo do projeto.

O secretário Municipal de Educação, Hélio de Lima, acredita que a parceria com o Fundacentro vem fortalecer ainda mais a educação do campo em Corumbá. "É mais um parceiro que soma conosco na busca da qualidade de ensino para a zona rural. Seguimos a proposta do Ministério da Educação (MEC) da Escola Ativa, uma diretriz curricular exclusiva para as escolas do campo e este projeto encaixa perfeitamente com o nosso foco", disse ao citar outros parceiros como a Ecoa, Embrapa Pantanal, Estação Experimental, Acaia Pantanal e Criança Esperança, que também desenvolvem ações em parceria com a Rede Municipal de Ensino (Reme).

"Aprendendo com a natureza" foi criado e testado no âmbito do Programa Segurança e Saúde do Trabalhador Rural (PSSTR), do convênio entre a Fundacentro e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Teve início em 1999 com a elaboração do material didático, e foi implantado pela primeira vez em 2000, no Estado de São Paulo. Em 2002 foi levado ao Espírito Santo e ao Pará. No Rio Grande do Sul começou em 2006, e em 2009 no Mato Grosso do Sul.