Corumbá escolhe esta noite a melhor marchinha do Carnaval 2011

O Jardim da Folia será palco neste domingo (20) da grande final do primeiro Concurso de Marchinhas promovido pela Prefeitura de Corumbá, como parte da programação do Carnaval 2011, o melhor do Centro-Oeste brasileiro. A festa começa às 18 horas com inúmeras atrações e o primeiro lugar está sendo disputado por dez músicas inéditas, de autoria de compositores corumbaenses, que prometem reprisar a noite de sábado, quando aconteceu a etapa classificatória, atraindo um grande público no novo ‘point' da folia corumbaense.

Estão classificadas para a final desta noite as marchinhas "Dizem que dinheiro compra tudo", de Claudemir Guilherme da Silva (Guilherme); "Botaram confete na menina", de Pedro Jorge castro (Pedrão) e Guilherme; AIDS – Varela (Assim falou Drauzio Varela), de Guilherme, Pedrão e João Batista da Silva e Souza; "Corumbá – Cidade Carnaval", de Islândio de Jesus; "Marchinha Corumbaense", de Fernando Jorge Mata da Silva (Nando da Matta); "Novo Bugão", de João Batista; "Peixada Carnavalesca", de João Batista; "Marchinha da Alegria", de Wender da Silva; "Carnaval no Pantanal", de Jackson Alves de Arruda, e "Marchinha do calor", de Vitor Raphael de Almeida, Nino e Antônio Ávila.

A fase classificatória teve participação de 15 das 19 composições escritas. Os autores e intérpretes capricharam, levantando o público no palco montado no Jardim da Folia. Deram trabalho ao corpo de jurados formado por Ednaldo da Silva Ramos, músico; Udemir Domingos dos Santos (Roxo), intérprete; Sandro Grey Machado Neimer, compositor; Felipe Braz da Costa, Mestre Felipe, ritmista da Portela, e Fernando Guarany, músico. Eles avaliaram quatro quesitos: letra, afinação, melodia e interpretação.

Grande noite

A presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal de Corumbá, Heloisa Helena da Costa Urt, que coordena a programação do Carnaval 2011, acompanhou de perto todas as 15 apresentações. Aprovou e prevê uma grande noite neste domingo, durante a grande final. Urt comemorou a iniciativa que fez com que compositores corumbaenses escrevem músicas inéditas, focando os mais diferentes temas, desde a cidade corumbaense; o pantanal; um de seus principais habitantes, o peixe; a própria folia momesca, e, como não poderia faltar, a mulher corumbaense.

"Foi um belo espetáculo que, sem dúvida, será repetido neste domingo à noite, com a final do Concurso de Marchinhas, um evento que deu certo e terá continuidade nos próximos anos. Tivemos belas apresentações na fase classificatória e, com certeza, a final será melhor ainda", previu Heloisa Urt, convidando a população a participar da festa que está acontecendo no Jardim da Folia, o novo ponto de encontro das famílias corumbaenses.